Salada de lula marroquina

Começamos fervendo o arroz com um pouco de sal, até o arroz ficar pronto, cuidamos da lula, cortamos em cubinhos e fritamos um pouco com 2 colheres de azeite, depois tiramos no guardanapo e deixe esfriar.

Quando o arroz for fervido em água e deixe esfriar, coloque em uma tigela grande o resto dos ingredientes, ou seja, ervilhas, milho picado, tomate cereja cortado em quatro, pimenta cozida picada e finalmente adicione o arroz e as lulas resfriadas, em seguida, adicione o resto do azeite, sal e pimenta e no final o sumo de limão ao gosto de cada pessoa.


Salada marroquina com abóbora, pimentão e uvas

Demora um pouco para preparar esta salada que dará um sabor fresco a uma refeição pesada que inclui bifes. Acompanha bem borrego, costela de porco ou peixe.

Prepare um molho misturando bem:

  • 3 colheres de sopa de suco de limão
  • 5 colheres de chá de casca de limão ralada
  • 1 colher de chá de cominho moído
  • 1 colher de chá de páprica
  • 1 dente de alho picado
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 1/8 colher de chá de pimenta caiena
  • 60ml de azeite

Coloque todos os ingredientes da salada em uma tigela e misture com o molho. Deixe a salada em temperatura ambiente por 15 minutos antes de servir, para que os sabores se misturem. Adicione mais sal, se necessário.

Ao ativar e usar a Plataforma de Comentários, você concorda que seus dados pessoais serão processados ​​pela PRO TV S.R.L. e Empresas do Facebook de acordo com a Política de Privacidade da PRO TV, respectivamente a Política de Uso de Dados do Facebook.

Pressionar o botão abaixo representa sua concordância com os TERMOS E CONDIÇÕES da PLATAFORMA DE COMENTÁRIOS.


Receita de Petru Buiuca: Salada de lula picante com rabanete e duo de molhos

Ferva as lulas na sopa de legumes (cebola, cenoura, mistura de aipo). Na mesma panela, ferva a batata roxa. Após 15 minutos, retire as lulas. Ferva a batata até que possa ser facilmente penetrada com um palito. Em seguida, frita-se a lula e a batata às rodelas junto com o tomilho numa frigideira bem aquecida, durante 3-4 minutos de cada lado. Eles são colocados de lado.

Em duas pequenas panelas prepare os 2 molhos da seguinte forma:
1. O suco de uma laranja é fervido no fogo junto com o anis e o vermute. Tempo de ebulição: 10 minutos. Fogo médio. Misturar constantemente.
2. redução aceto-balsâmica: o vinagre balsâmico juntamente com o açúcar mascavo são fervidos no fogo por 4-5 minutos. Fogo médio. Misturar constantemente.

A salada é feita com batata frita, tomate cereja cortado em quatro, gulia e rabanete preto cortado em rodelas e alface. Coloque o molho de laranja como molho, tempere com sal e misture bem. Coloque as lulas e a redução aceto-balsâmica sobre a salada.

Ao ativar e usar a Plataforma de Comentários, você concorda que seus dados pessoais serão processados ​​pela PRO TV S.R.L. e Empresas do Facebook de acordo com a Política de Privacidade da PRO TV, respectivamente a Política de Uso de Dados do Facebook.

Pressionar o botão abaixo representa sua concordância com os TERMOS E CONDIÇÕES da PLATAFORMA DE COMENTÁRIOS.


Salada marroquina com carne

É uma salada tradicional, servida em ocasiões especiais em Marrocos, daí o nome de salada marroquina.

Podem ser utilizados vários ingredientes, sendo considerada uma salada saborosa e farta.

Com muita confiança esta salada começou a ser cozinhada em nosso país, com ingredientes saudáveis, principalmente carne bovina que não contém gordura.


5 pratos que você deve experimentar em Marrocos

Se você é um explorador gourmet em tempo integral e planeja visitar o Marrocos, tenho boas notícias para você: você não ficará desapontado. Rica em sabores, especiarias e ervas de todos os tipos, a cozinha marroquina é um verdadeiro deleite para os sentidos. No intervalo entre uma makouda e uma tanjia, passo a vocês (na hora) a receita de sucesso para uma viagem gastronômica completa - testada (e apreciada)!

Por que a culinária marroquina é especial?

1. Várias influências

Tendo acabado de chegar ao Marrocos, agora entendo por que meu melhor amigo tinha mais a dizer sobre as artes culinárias do que qualquer outra coisa quando voltou das férias. Situado numa encruzilhada entre África, Europa e Oriente Médio, o Marrocos traz apontamentos para a cozinha. Judeus, africanos, árabes, mas também romanos. As variações não param por aqui & # 8211 cada região do país tem sua maneira específica de comer, então prepare-se para surpresas culinárias em todos os lugares.

2. Sensações fortes com especiarias e ervas

Raramente você encontrará uma cozinha com mais sabores do que em Marrocos. E com tantos temperos na lista & # 8211 gengibre, cúrcuma, açafrão, páprica, cominho (meu favorito), canela, pimenta branca, pimenta caiena, cardamomo etc. & # 8211 parece que você está com vontade de sair de férias e experiente. Na verdade, a maioria deles é recomendada em dietas de emagrecimento, mas também em muitos tratamentos naturais para fortalecer a imunidade, por isso recomendo que você faça alguns suprimentos para levar quando voltar das férias.

3. Receitas diferentes a cada vez

Os marroquinos adoram misturar - uma expressão que ouvirá frequentemente deles é Ras El Hanout”E se refere a uma combinação de ervas da terra. Varia de caso para caso, mas os mais comuns incluem cardamomo, noz-moscada, anis, canela, gengibre, vários tipos de pimenta e açafrão. Além disso, Os marroquinos raramente respeitam a quantidade de especiarias ao cozinhar - por isso não procure receitas padrão e se surpreenda todas as vezes!

Quais são os pratos marroquinos mais populares?

Específico de Marrakech, o tanjia é preparado em casa (tradicionalmente pelo homem) ou pelo açougueiro local & # 8211 na brasa que aquece os banhos turcos locais (conhecidos como farnatchi).

Servido em uma panela especial de barro, o tanjia consiste em uma mistura de carne bovina, ovelha ou frango, à qual se adicionam vegetais e várias combinações de temperos. A preparação pode demorar até oito horas, por isso, se não estiver armado com nervos de aço, não tente fazer isso em casa!

Específico da região de Fez, a comida é frequentemente servida em casamentos ou feriados de todos os tipos, mas isso não significa que não possa apreciá-la em outros contextos.

Feita com uma massa fofa, a pastilla costuma ser recheada com carne de pombo, amêndoas e temperos, mas também pode ser encontrada na versão com frutos do mar (camarão, lula, peixe e macarrão).

Recomendação do viajante: pegue uma porção das barracas de comida perto de Bab Boujloud e tempere com um chá com sabor de menta.

Especificamente para a área norte (Meknes, Fes, Moulay Idris, Essaouira), o makouda é basicamente um bolo de batata frita (amantes de carboidratos, juntem-se!). Costuma ser temperado com saladas e vários molhos (recomendo o iogurte, que combina muito bem com salada). Para uma porção de acordo com o livro, ir ao Café Clock em Fes.

Tal como acontece com os outros, as variações podem ser infinitas, desde frango tajin com limão e azeitonas verdes até kefta (almôndegas) com ovos.A carne (frango ou bovino) é geralmente revestida com uma camada saudável de vegetais & # 8211 ervilhas, abobrinhas, tomates, batatas - e deixa um molho muito saboroso, que você pode transformar em uma iguaria, saboreando-o simplesmente com pão.

5. Carnes grelhadas

Se você chega ao Marrocos com o preconceito de que não dá para comer direto da rua, provavelmente vai perder uma das refeições mais saborosas da sua vida. Seus mercados são extremamente conhecidos pelo fato de oferecerem comida extremamente saborosa - e quão grande é o volume de turistas ávidos por experimentar, pode ter certeza que tudo está servido é sempre fresco e que não corre o risco de comprometer as suas férias.

Eu recomendo que você pesquise em Moulay Idriss kefta grelhado com molho de tomate e cebola. É uma refeição deliciosa que se vai saboreando aos poucos com pão fresco.

Se você estiver viajando por Marakkech, divirta-se Salsichas Mergeuz grelhadas, espetos com fígado ou cordeiro para o máximo prazer, adicione batatas fritas, tomates, azeitonas e pão fresco.

Pronto para embalar?

Dê uma olhada então e mais nossas ofertas de férias - quer se trate de voos baratos para Marraquexe, quartos de hotel com até 30% de desconto ou serviços de aluguer de automóveis para caminhar tranquilamente entre as cidades de Marrocos.


BENEFÍCIOS

O frango é uma excelente fonte de proteína, pobre em gordura e ajuda a construir músculos. É rico em minerais, fósforo, cálcio, selênio e vitaminas (A, B). O consumo de frango estimula o metabolismo e ajuda a queimar calorias.

O arroz é uma importante fonte de energia e ajuda o cérebro a funcionar adequadamente. É rico em vitaminas (B, D), cálcio, fibras, ferro, o que o transforma em um alimento nutritivo que você deve incluir na alimentação. A fibra de arroz cria a sensação de saciedade, o que significa que você come menos, fica cansado e tem energia.


Já há algum tempo, essa variedade tem sido encontrada com frequência na pescaria de Auchan - tentáculos de lula. Grandes, muito grandes, a um preço muito conveniente, de modo que se tornaram indispensáveis ​​entre minhas prioridades de experiências culinárias. A inspiração vem da cozinha italiana, bem como dos poucos dados úteis, mas evasivos, sobre o tempo de cozimento. (Para quem ainda não conhece bem o problema: a carne desses moluscos é muito versátil e não dá para errar com nenhuma combinação de ingredientes ou temperos, mas pode dar errado em termos de tempo de cozimento que varia de acordo com o tamanho do monstro marinho, entre 3 minutos e 2 horas. Se for muito fervido, fica borrachudo, se não for fervido o suficiente, fica cru e duro.) Pessoalmente, perdi algumas tentativas com este tamanho de tentáculos até encontrar o ponto ideal. Mas o resultado do sucesso vale ainda mais algumas tentativas tenras (mas comestíveis): é gostoso! Uma carne branca perfumada com aromas a molho de tomate com vinho, uma comida ligeira, muito saudável, pobre em gorduras insuportáveis ​​mas generosa em ácidos gordos insaturados e muito rica em proteínas limpas, de origem selvagem. É uma salada quente que pode ser servida com cuscuz ou arroz, que pode ser transformado directamente em molho para massa, ou que pode ser servido como tal, com tostas e uma salada de legumes. Em qualquer caso, um copo de vinho tinto seco ou prosecco é uma companhia indispensável.

Ingredientes (para duas pessoas):

  • Tentáculos de lula grandes, cerca de 500 gramas (tínhamos 4 pedaços de 560 gr. Juntos)
  • Uma pequena lata de tomates inteiros descascados com suco (3-4 tomates frescos, médios e pelados)
  • 3-4 dentes de alho
  • 100 - 150 ml. vinho branco seco
  • 30 ml. vinagre de maçã
  • 1 ramo de salsa
  • Azeite, 2-3 colheres de sopa
  • Pepperoncino seco (pimenta) a gosto
  • 5 - 6 folhas de louro
  • Pimenta moída na hora
  • 1-2 colheres de chá de açúcar
  • Sal

Ferva 1,5 - 2 l de água com uma ou duas colheres de chá de açúcar e folhas de louro e vinagre. Lave bem os tentáculos sob um jato contínuo de água fria, insistindo na lateral com ventosas para remover possíveis vestígios de areia. Se ainda estiverem soldados, eles se separam. Com o lado liso de um martelo para os schnitzels (ou com uma garrafa de 1 l) bata cada tentáculo separadamente, sem esmagar, para amaciar. Quando a água começar a ferver, coloque os tentáculos um a um e de forma bem organizada no fundo da panela, de modo que todos permaneçam imersos na água depois de endurecerem (quase que instantaneamente). Tampe a panela e cozinhe por cerca de 40 minutos (para o tamanho indicado nos ingredientes). Eles são cozidos quando o garfo entra na carne com relativa facilidade, mas este "relativamente" e este "fácil" podem ser enganosos: se parece entrar com relativa facilidade após os primeiros 10 minutos de cozimento, nas dimensões indicativas que eu dei a vocês, não ainda estão cozidos, garanto-lhe. Bem, depois de ferver, retire da água e deixe esfriar. Em uma frigideira grande, prepare o molho: o alho descascado e amassado, junto com a pimenta, frite por 10 e 30 segundos no azeite, tempere com os tomates cortados em pedaços grandes junto com o suco, tempere com sal, de pimenta, acrescente o vinho, tampe e cozinhe por 5 minutos. Enquanto isso, corte os tentáculos em fatias, mais finas (2-3 mm) nas áreas com uma circunferência maior e progressivamente mais grossas à medida que vão diminuindo (os últimos 5-10 cm da ponta do tentáculo são deixados inteiros para decoração). Coloque as lulas no molho de tomate, misture e deixe ferver por 10, no máximo. 15 minutos, até o molho ficar espesso. Pique a salsinha finamente, coloque por cima do molho, desligue o fogo e mexa.

Servimos com um cuscuz natural, uma alface e um Cabernet-Sauvignon seco, de Cricova (Cidade Subterrânea). Muito bom!


Como fazer lula com molho de vegetais

Lula ele será cortado em pequenas tiras e colocado em uma tigela de espera.

Cebolas descascadas corte em pedaços pequenos e coloque para endurecer em uma panela de teflon com óleo vegetal quente, adicionando para dar sabor e alho corte em fatias finas.

Quando cebola se tornará translúcido será adicionado Lula corte em tiras, deixe para endurecer aprox 5 minutos, então eles serão adicionados tomates descascado e cortado, Pimenta verde corte os pedaços, vinho branco, sal e pimenta a gosto, deixando tudo ferver em fogo baixo por aprox 50-60 minutos.

No final do tempo de cozimento serão adicionados azeitonas verdes sem sementes.

Lula com molho vegetal será servido com uma guarnição de arroz cozido.


Salada marroquina

Método de preparação
Fazemos um molho de duas colheres de sopa de maionese, uma colher de sopa de mostarda e 1-2 colheres de sopa de suco de limão. Misture bem e sobre o molho acrescente o arroz cozido, o atum em lata e 1/4 do milho em conserva. Misture tudo bem, tempere com sal e reserve até cuidarmos dos legumes.

Corte as batatas, cenouras e beterrabas em cubos e tempere com uma colher de sopa de azeite e sal, colocando cada vegetal em uma tigela separada. Cortamos os tomates cereja em quartos, os pepinos em rodelas e os pimentões em cubos.

Colocamos a salada com arroz em uma tigela redonda e viramos na travessa que forramos com folhas de alface. Tiramos a tigela com cuidado, para que a salada fique no formato da tigela.

Começando pelo meio, o mais próximo possível da salada de arroz, em direção à borda, arrumamos pilhas de cada vegetal, alternando as cores para ficar o mais bonito possível.

Em seguida, adicione as azeitonas e as fatias de ovo cozido. Em seguida, polvilhe tudo com azeite e suco de limão e decore com salsa picada e, se quiser, e um pouco de maionese.


  1. Coloque a beterraba em uma assadeira, leve ao forno e leve ao forno por cerca de uma hora, até ficar macia. A beterraba pode ser fervida em menos tempo, mas eu prefiro assar porque acho que a beterraba perde menos cor e gosto. Asse a beterraba sem descascá-la porque, depois de cozida, a casca é muito fácil de retirar. Se as beterrabas forem maiores, é bom cortá-las pela metade para diminuir o tempo de permanência no forno. Verificamos com um garfo se as beterrabas estão prontas, pois devem penetrar facilmente. Deixe a beterraba esfriar um pouco e corte-a em cubos (ou, se preferir, pode cortá-la em fatias finas).
  2. Limpamos o alho, passamos no espremedor de alho e colocamos sobre a beterraba.
  3. Adicione 2 colheres de sopa de azeite e o suco de um limão grande.
  4. Polvilhe as especiarias, respectivamente uma pitada de pimenta, pimenta, cominho em pó e sal a gosto. O cominho não deve ser confundido com o cominho (amplamente utilizado na culinária mexicana e marroquina). Se você não tiver cominho, pode usar com sucesso o curry, que contém cominho.
  5. No final pique a salsa e misture bem.

Salada de beterraba marroquina é boa para deixar na geladeira, antes de comer, pelo menos 30 minutos, para misturar os sabores, mas também porque fica melhor fria.


Vídeo: SALADA DE QUINOA. COMO COZINHAR QUINOA? (Janeiro 2022).