Receitas de coquetéis, bebidas alcoólicas e bares locais

9 russos brancos para o seu prazer de beber

9 russos brancos para o seu prazer de beber

Feito apenas com vodka, Kahlúa e creme de leite - e popularizado por The Dude, o herói preguiçoso de Jeff Bridge em The Big Lebowski que parecia sobreviver com a bebida - é difícil levar o russo branco a sério. Ainda assim, a decadente bebida após o jantar tem um pouco de história, apesar de ter ganhado seu status de cult em um filme. Uma versão do coquetel remonta ao início do século 20, quando apareceu na edição de 1930 da The Savoy Cocktail Book por Harry Craddock com o nome de Russian, feito com vodka, gin e crème de cacao (eca). Havia também a Barbara, feita com vodka, crème de cacao e cream, que acabou virando o Urso Russo, depois o Russo, e quando Kahlúa a entrou em cena na década de 1940, encontrou seu caminho para o Russo e se tornou o Russo Branco. que conhecemos na década de 1950. Para homenagear essa evolução, essas são nove novas versões da bebida favorita do Cara. É hora de respeitar.

1. Sr. White (Talde, cidade de Nova York)

No Brooklyn, John Bush e Bill Riley criaram esse coquetel feito com Absolut Elyx, vodka com sabor de root beer, Kahlúa e leite integral. É servido nas rochas (aprovado pelo Cara) e decorado com uma casca de laranja.

2. Russo não tão branco (introdução, Chicago)

O coquetel foi desenvolvido pela mixologista Diane Corcoran, que mudou um pouco as coisas adicionando rum El Dorado no lugar da vodca. Ela colou o meio a meio e adicionou purê de coco, Creme de cacau Tempus Fugit, licor de café Firelit e uma clara de ovo para a espuma e textura.

3. Naughty Dog (Disposições educadas, San Diego)

O barman e o proprietário Erick Castro inventaram esse riff no Colorado Bulldog, que é uma reviravolta no russo branco (o Bulldog pede um pouco de Coca-Cola). Castro usa rum jamaicano, cerveja, licor de café e creme.

4. Triângulo russo (The Umstead Bar & Lounge; Raleigh, N.C.)

Nomeado assim porque os ingredientes vêm de todos os três pontos do Triângulo de Pesquisa da Carolina do Norte (Raleigh, Durham e Chapel Hill), este coquetel é uma criação do barman James Duerr, que faz sua versão com vodka orgânica TOPO, licor de café Damn Fine da Destilaria Durham, xarope simples com infusão de canela e café de café frio da Larry's Beans. É coberto com chantilly e um toque de canela.

5. Jackie Treehorn (Lebowski Bar; Reykjavík, Islândia)

A meca de todas as coisas Lebowski pode ser encontrada a quilômetros de distância, na Islândia, onde um menu inteiro é dedicado à bebida favorita do Cara. Quase apropriada para um café da manhã, esta bebida é feita com vodka Reyka, Kahlúa, licor de chocolate Mickey Finn, cacau branco e creme e é coberta com Cocoa Puffs.

6. El Dude (Elixir, San Francisco)

O barman e proprietário H. Joseph Ehrmann criou uma versão latina do White Russian inspirada no chocolate de Oaxaca, batizando-o de El Dude. A opinião de Ehrmann inclui Tia Maria, Del Maguey Vida mezcal, licor de iogurte Natural Bols, licor de chile Ancho Reyes, cannella canela cordial, que, depois de combinada sobre gelo picado, é coberta com uma bóia de creme e pó de canela.

7. The Dude (Ample Hills Creamery, Nova York)

Para algo um pouco mais leve (em termos de ABV) e mais frio, a Ample Hills Creamery tem uma homenagem ao The Dude - um sorvete russo bêbado feito com leite, grãos de café moídos grosseiramente, açúcar, leite em pó desnatado, gemas de ovo, creme e , sim, vodka.

8. The Big Lebowski Shake (Stripburger, Las Vegas)

Este batido vai mantê-lo super relaxado ao longo da Vegas Strip. É feito com sorvete de café, Kahlúa, vodka de baunilha, xarope de café caseiro e chantilly.

9. O Cara Habita (Highland Park Bowl, Los Angeles)

Adequadamente servido em uma pista de boliche, este coquetel é ideia do gerente geral Jared Mort, que serve o White Russian em forma de lama congelada. Ele mistura vodka artesanal de Tito, licor de café Civil feito em casa, creme de horchata (feito com leite de amêndoa) e uma tintura de canela. Marque 8!

Assista o vídeo: Hallelujah - Violin and Sax Cover - Karolina Protsenko u0026 Daniele Vitale (Outubro 2020).