Receitas de coquetéis, bebidas alcoólicas e bares locais

Aqui está o que esperar no 2º Bar Convent Annual Brooklyn

Aqui está o que esperar no 2º Bar Convent Annual Brooklyn

No ano passado, foi a estréia do Bar Convent Brooklyn, o ramo dos EUA da convenção de Berlim para a indústria de bares. Então, o que o espera quando o BCB retornar ao Brooklyn Expo Center em 11 e 12 de junho? Conversamos com os organizadores do evento, o diretor global Angus Winchester e a vice-presidente do evento, Paula November, para descobrir.

1. Maior é melhor

Em geral, o BCB 2019 será muito semelhante ao evento de 2018, dizem os organizadores. No entanto, a pegada será expandida em cerca de 35%, diz novembro. O espaço será utilizado para incorporar mais expositores e abranger mais de 300 marcas. Procure associações comerciais como PromPerú (associação comercial do Peru), The Spirit of Italy, uma praça de alimentação patrocinada pela Bacardi e um trem de uísque High West.

2. Tudo sobre educação

O palco principal contará com 12 painéis, cada um com 45 minutos de duração. Dois bares de demonstração incluirão palestras de expositores, e os fóruns de sabor serão baseados inteiramente em amostras de estilo master class e “degustações tutoradas”. E a área WSET será administrada pela Wine & Spirit Education Trust, com foco em sessões educacionais e de credenciamento, e pela Park Street University, onde você pode esperar seminários sobre temas como design de embalagens, marketing e gestão de marca.

3. Mais diversidade e inclusão

Houve alguns rumores no ano passado que os palestrantes, principalmente no palco principal, eram um pouco ... brancos ”, diz Winchester. Em resposta, o BCB reuniu um painel de especialistas locais para fazer parte da seleção do seminário, incluindo Don Lee, Lynnette Marrero, Shannon Mustipher, Claire Sprouse e Jackie Summers.

4. Questões sociais em destaque

Winchester elogia a descrição de Sprouse dos seminários do palco principal como "uma mistura adequada de nerdice de barman e questões sociais". Os tópicos programados incluem ativismo, com Paul Clark, do "Imbibe", e o ativista Ashtin Berry; inclusão na comunidade de bartending, com Jackie Summers; relacionamento tenso dos bartenders com o álcool; e prevenção de violência sexual na comunidade.

Além de tópicos mais tradicionais, como hospitalidade, liderado por Franky Marshall, e mergulhos profundos geeks como o papel do élevage no rum, liderado pela destiladora Maggie Campbell.

5. Sessões em espanhol agora disponíveis

Novo neste ano, uma sessão todas as manhãs será oferecida em espanhol. Os proprietários dos bares poderão comprar um ingresso e solicitar passes adicionais para que os funcionários possam participar das sessões sem pagar uma taxa de entrada separada.

6. Apresentando o Matching Game

Outra novidade neste ano é a oportunidade para os participantes serem combinados e emparelhados com diferentes expositores. Os participantes e expositores responderão a uma série de perguntas e, com base nas respostas, um algoritmo será usado para encontrar as correspondências. No momento da inscrição, os participantes receberão uma lista de marcas / expositores específicos para conhecer durante o show. (Observação: para quem prefere serendipidade, essas "recomendações de marca" são opcionais.)

7. Próxima parada: São Paulo

Na esteira do BCB Berlim e um segundo ano do BCB Brooklyn, a conferência segue para São Paulo pelo BCB Brasil (17 e 18 de junho). "Acreditamos que as condições são adequadas para fazer um show [neste mercado]", diz Winchester. “O pessoal de São Paulo disse que não há [networking e educação] suficiente para a América do Sul”, e esta conferência dará continuidade à tradição do BCB de levar o evento para “áreas pequenas, apertadas e descoladas”. A maioria das palestras será em português, com tradutores para convidados internacionais.

Assista o vídeo: 2019 RUM. R2F9. McBeth, Freeman, Bailey, Presnell (Outubro 2020).