Receitas de coquetéis, bebidas alcoólicas e bares locais

11 Great American Amari para experimentar agora

11 Great American Amari para experimentar agora

Minnesota fernet? Amaro de abacaxi? Nossa sede coletiva pelo licor italiano amaro não é uma pílula amarga. Abraçamos tão plenamente o digestivo com baixo teor de álcool, casca e botânico que demorou apenas uma questão de tempo para as versões americanas começarem a florescer.

Por volta da virada da década atual, empresas como Root na Pensilvânia e Leopold Bros. no Colorado lançaram algumas das primeiras incursões sérias no domínio dos digestivos. Hoje, os produtores de Buffalo a Los Angeles estão na vanguarda de uma segunda onda de amaros caseiros. Estes são 10 destaques para conferir agora.

  • Em um aceno para Cynar, este amaro de Don Ciccio & Figli, com sede em Washington, DC, se mostra tradicional. Não é de surpreender, pois o proprietário e destilador Francisco Amodeo é a quinta geração a experimentar as receitas da família iniciadas por seu bisavô na costa de Amalfi, no final do século XIX. "O C3 Carciofo é baseado em uma receita muito antiga que remonta a 1911", diz Amodeo. O amaro agora consiste em três variedades diferentes de alcachofras da Califórnia empregadas para obter a nota saborosa e vegetal certa, junto com a toranja originária do Texas e cerca de 18 outras plantas. Isso deixa você com uma amarga saborosa e agradável que funciona por conta própria ou faz uma troca mais sombria de Campari em um Boulevardier.

  • Jornalistas que transformaram os proprietários de destilarias, Melkon Khosrovian e Litty Matthews, gostam de virar as idéias de cabeça para baixo e de dentro para fora, para encontrar novas direções a partir das quais o projeto deve ser abordado. Inspirado na tradição dos IPAs da Costa Oeste, o amargo aqui não vem dos agentes amari típicos, mas do lúpulo bravo, citra e simcoe, que são os aromáticos dominantes e, junto com algum contrapeso da cana-de-açúcar, sabor - bastante inteligente. Menos estilo gole, este amaro do Novo Mundo está pronto para brincar, especialmente para os amigos que buscam cerveja ou busto em sua multidão.

  • É divertido cheirar esse amaro do Novo Mundo e tentar escolher os vegetais, dos quais existem muitos: papoula da Califórnia orgânica e folha de louro; uma abundância de frutas cítricas, como laranja, limão e toranja; uva-ursina, pimenta rosa, dente de leão, cardo abençoado, bardana, arruda, alcachofra, genciana, gerânio e casca de cereja. Semelhante à entrada de Angeleno, este amaro parece mais com estilo de vermute e certamente contribui para um modificador de coquetel versátil ou uma adição agradável a um copo de prosecco.

  • Iniciado por Tyrrell Hibbard e Steffen Rasile em Helena, Mont., Em 2015, este impressionante fernet é uma mistura lindamente equilibrada de açafrão, camomila, hortelã, mirra, ruibarbo e outros vegetais locais macerados em uma base de grãos de origem originária de Montana. Não apenas os sabores intensos, mas bem misturados, são harmoniosos, mas o final deixa você com uma amargura reciclada com a perfeição neste amaro de 71 provas. “O Amaro é a principal razão pela qual entrei no negócio de destilação, diz Rasile. "Sempre fiquei impressionado com a grande variedade de sabores e a complexidade de uma única categoria de bebidas."

    Continue para 5 de 11 abaixo.

  • Pode ter sido o clima frio da cidade natal de Lockhouse, Buffalo, que inspirou o estilo final deste digestivo aconchegante. Cinchona, quase raiz e cardo abençoado amplificam o lado amargo das coisas, e o restante dos sabores arredondados são dominados por uma mistura de sassafrás, casca de laranja e limão, cardamomo e canela, todos macerados em uma fonte de milho de Nova York espírito de base. Todos juntos, eles farão você procurar a cadeira confortável mais próxima, estacionada em frente a uma lareira. Enquanto o açúcar turbinado é a principal fonte de adoçante, “queríamos dar uma certa doçura natural e percebida dos vegetais a esse espírito, por isso brincamos com beterraba em cubos e sabugueiro em cubos crus de origem local”, diz o co-proprietário Cory Muscato . "Eu acho o amari tão fascinante e famoso por causa da grande variedade de estilos e métodos de produção usados ​​para produzi-los."

  • Um spin-off sonhado pelos donos de bartender da Bittercube Bitters, com sede em Milwaukee, o Heirloom visa o exótico com sua linha de licores, que acaba de lançar o verão de 2018. Da sua cor dourada profunda à sua textura rica, macia e escorregadia e exótica nariz de abacaxi cristalizado, a entrada de espírito tropical do Heirloom é um engarrafamento do tipo “pense fora da bota” que implora pela experimentação do Tiki ou mesmo alguns cubos de gelo, fatias de pepino e um pouco de refrigerante em um dia quente de verão.

  • Faz sentido que a região vinícola que colocou os EUA no mapa possa abrigar a produção amaro e com uma das empresas de maior porte ainda bem-sucedidas por trás dela. Lo-Fi é uma colaboração baseada em Napa entre E. & J. Gallo e Steven Grasse (da fama de Root, Hendrick's e Sailor Jerry). Seu amaro de genciana começa com uma base de vinho branco fortificado e, além do botânico homônimo, também contém anis, casca de cinchona, hibisco, toranja, gengibre, bois de rose e bitters de óleo de laranja. Tem um caráter distintamente frutado, floral e é suculento e fresco na boca, com um final persistente e suave de raspas de frutas cítricas. Faz um bom sub para Aperol em um Spritz.

  • Lançada em dezembro, é uma colaboração entre dois produtores de Grand Rapids, Michigan: Long Road Distillers e Madcap Coffee Company. A base de feijão que eles escolheram para o licor é Reko, da região de Kochere, na Etiópia, e oferece uma riqueza de óleo cítrico e gengibre cristalizado à combinação de plantas usadas no amaro, principalmente mirra, ruibarbo, laranja e absinto. Embora eles não sejam os primeiros a criar um amaro que busque alguma complexidade extra no café, eles parecem ser os primeiros a pensar cuidadosamente sobre o que esse café é e deve ser (ou seja, uma única origem) e realmente discar como ele brinca com os vegetais.

    Continue para 9 de 11 abaixo.

  • Se um amaro pode ficar alto no pedestal da bonita, este da Ventura Spirits de Los Angeles tem uma postura perfeita. Ventura tem tudo a ver com a abundância de produtos excelentes da Califórnia, começando com sua base de vinhos, que vem de Paso Robles e é enriquecida com conhaque local antes do início da maceração. E esses botânicos locais são um jardim fresco e perfumado de prazer: casca de laranja e limão, verbena de limão, rosa, camomila, jasmim, manjerona (os últimos três mais os cítricos realmente brilham nos aromáticos) e pedaços de especiarias atrevidas adicionados do anis estrelado e sassafrás. Com as notas de fundo de casca rue, genciana e quassia, que adicionam uma nota de chocolate ao final, quase bebe mais como um vinho aromatizado do que um amaro. Mas saboreie, pois essa é realmente a melhor maneira de experimentar isso, apesar de tocar surpreendentemente bem com bourbon.

  • De acordo com o co-fundador Jon Kreidler, este amaro possui 25 plantas botânicas maceradas na base de aguardente de milho orgânico. Como é tradicional com o amari, ele fica em carvalho por um período, para que os sabores se misturem da melhor maneira possível. O amaro tem uma qualidade saborosa muito legal que se apresenta com aromas de cogumelos porcini secos, sálvia, erva-doce e cardamomo. É brilhante e cheio de sabor no paladar e deixa uma delicada e persistente hortelã na sua língua, o que faz você querer buscá-lo repetidamente.

  • A samambaia de Tattersall balança para fora do portão com um lindo nariz alpino com menta de chocolate, junto com notas de sassafrás, pinheiros e alcaçuz pela floresta. Ele apresenta um ABV um pouco mais alto que o amaro (35% em oposição a 30%), e essa qualidade de menta realmente acentua o calor extra, junto com um crescente pingo de amargura que faz com que essa fernet americana seja tão satisfatória depois uma refeição invernal, arrebentadora e com alto teor de carboidratos.

Assista o vídeo: GTA San Andreas - Intro u0026 Mission #1 - Big Smoke, Sweet u0026 Kendl HD (Outubro 2020).