Receitas de coquetéis, destilados e bares locais

13 American Foods, apostamos que você nunca encontrará outro lugar na Terra

13 American Foods, apostamos que você nunca encontrará outro lugar na Terra

Esses favoritos americanos regionais não aparecem em nenhum cardápio internacional

Boa sorte em encontrar chili Cincinatti em Madrid.

A comida “americana” está tendo um certo momento no exterior. Pratos que até recentemente só podiam ser encontrados, bem, na América agora estão aparecendo em menus em todo o mundo e estão sendo descobertos por milhões de novos fãs. Mas você pode viajar para todos os países e visitar todos os restaurantes que servem um menu de inspiração americana, e apostamos que esses 13 pratos All-American nunca virar para cima.

13 American Foods que apostamos que você nunca encontrará outro lugar na Terra (apresentação de slides)

Visite uma parte turística de qualquer grande cidade e você encontrará um ou dois restaurantes que afirma ser "americano". Eles tendem a servir versões bizarras e baratas dos favoritos americanos mais básicos, como hambúrgueres, cachorros-quentes e pizza, mas nenhum americano de verdade seria pego morto em um desses estabelecimentos, muito menos apreciando as ofertas insípidas. Felizmente, no entanto, nos últimos anos tem se tornado cada vez mais comum encontrar restaurantes que servem pratos clássicos americanos que são tão bons - se não melhores - do que você encontrará nos Estados Unidos. Em Londres, por exemplo, você encontrará churrasco legítimo, frango frito sólido, e mais Lanchonetes de primeira linha do que você pode contar.

A tendência pode estar se espalhando para mais e mais restaurantes internacionais, mas alguns pratos estão firmemente aderindo à sua própria região americana, mal saindo da área de origem. Estes são pratos pouco conhecidos mesmo em grande parte da América, então não espere vê-los aparecendo em uma lanchonete de frango frito em Londres tão cedo. Estes são pratos que vale a pena comemorar e pelos quais vale a pena viajar - seja viajando de Nova York ou de Paris.


Receita de feijão estilo fazenda

Quinze anos atrás, eu estava a caminho do aeroporto de Austin para pegar um vôo para a cidade de Nova York quando o amigo com quem eu estaria hospedado ligou e disse que assistiríamos a uma apresentação de dança naquela noite no East Village. A entrada era gratuita, disse ela, mas os organizadores solicitaram a doação de duas enlatadas para uma despensa de alimentos. Então, antes de sair pela porta, peguei um par de feijão estilo Ranch como minha oferta.

O feijão estilo rancho é um alimento básico do Texas e tem satisfeito as pessoas desde 1872 com sua versão clássica de comida de charrete. É um sabor distinto - os grãos não são ardentes, mas têm uma profundidade e brilho que podem ser muito viciantes. Quando eu morava no Texas, comíamos com frequência - cobertos com queijo e arroz, como base para salada de feijão, junto com enchiladas ou mesmo na caçarola King Ranch da minha mãe.

Mas, além da delícia e versatilidade dos feijões estilo Ranch, há o apelo daquela lata preta icônica com sua fonte distinta de estilo ocidental e ilustração de um homem com a língua para fora afirmando que os feijões são Appetite Pleasin '. (Claro, este último é um desenvolvimento recente, pois se você for tão velho quanto eu, você se lembra quando os feijões eram agradáveis ​​ao marido.) Eu amo isso e li que se Andy Warhol fosse um texano, ele teria pintado latas de feijão estilo rancho em vez das latas de sopa Campbell. Eu acredito nisso.

Nos 15 anos desde que me mudei para a cidade de Nova York, vi esta cidade se tornar mais hospitaleira para outros texanos com saudades de casa. Agora temos uma churrascaria ao estilo texano que vende salsichas Kreuz e um excelente peito, você pode encontrar tomates Ro-Tel em várias mercearias. Pimentas secas e enlatadas são um alimento básico comum, e a Whole Foods de Austin agora está vendendo marcas decentes de tortilhas e batatas fritas e salsas. Mas, apesar dos avanços que esta cidade fez, ainda há uma coisa faltando: meu amado feijão estilo Ranch.

Para ajudar na seca, toda vez que vou para casa encho algumas latas. E minha mãe ficou conhecida por colocá-los na minha meia de Natal, que é sempre um presente muito bem-vindo. Mas quando recentemente cheguei à minha última lata sem nenhuma viagem para casa no meu futuro imediato, percebi que deveria descobrir como fazer esses feijões sozinho.

A receita é um segredo bem guardado, por isso fiquei confuso sobre o que fazer. E então eu li a observação de um fã de que o feijão estilo Ranch são simplesmente pintos nadando em um molho de pimenta. Enfim, tudo fez sentido! Decidi cozinhar uma panela de pintos em molho de pimenta e ver o que acontecia. Ao fazer meu molho de pimenta, usei a lista de ingredientes na parte de trás da minha lata restante como meu guia. Claro, havia alguns termos vagos, como “especiarias” e “sabor natural”, mas os blocos básicos de construção estavam à vista: tomate, pimentão, páprica, vinagre e gordura de carne. E, claro, feijão.

Mesmo que a lata não especifique o tipo de chili, optei por anchos, pois são a base do seu chili em pó comum. Reidratei as anchovas e misturei com alguns tomates, vinagre, cominho e colorau. E em vez de gordura de carne, optei por usar caldo de carne.

Enquanto o feijão cozinhava, a casa tinha um cheiro maravilhoso e o caldo tinha um gosto bom. Mas só depois de algumas horas, quando servi uma tigela, percebi que esta tigela de feijão excedeu em muito as minhas expectativas. Eu joguei um pouco de creme de leite, esquentei uma tortilla de farinha e tive uma refeição muito satisfatória. E mesmo que já tenham se passado 15 anos desde que dei aqueles grãos, muitas vezes me pergunto se o nova-iorquino que acabou com eles gostou deles. Espero que sim.

—————
Você gostaria de mais Texano com saudades de casa? Bem, eu comecei a oferecer receitas adicionais para assinantes pagos para ajudar com os custos de funcionamento do site. Embora eu não esteja tirando nada, se você gostaria de apoiar Homesick Texan e ter acesso a postagens exclusivas para assinantes nunca antes vistas, considere se tornar um membro as assinaturas anuais custam apenas $ 25. Obrigado pela leitura, sua consideração e seu apoio!
—————


Receita de feijão estilo fazenda

Quinze anos atrás, eu estava a caminho do aeroporto de Austin para pegar um vôo para a cidade de Nova York quando o amigo com quem eu estaria hospedado ligou e disse que assistiríamos a uma apresentação de dança naquela noite no East Village. A entrada era gratuita, disse ela, mas os organizadores solicitaram a doação de duas enlatadas para uma despensa de alimentos. Então, antes de sair pela porta, peguei um par de feijão estilo Ranch como minha oferta.

O feijão estilo rancho é um alimento básico do Texas e tem satisfeito as pessoas desde 1872 com sua versão clássica de comida de charrete. É um sabor distinto - os grãos não são ardentes, mas têm uma profundidade e brilho que podem ser muito viciantes. Quando eu morava no Texas, comíamos com frequência - cobertos com queijo e arroz, como base para salada de feijão, junto com enchiladas ou mesmo na caçarola King Ranch da minha mãe.

Mas, além da delícia e versatilidade dos feijões estilo Ranch, há o apelo daquela lata preta icônica com sua fonte distinta de estilo ocidental e ilustração de um homem com a língua para fora afirmando que os feijões são Appetite Pleasin '. (Claro, este último é um desenvolvimento recente, pois se você for tão velho quanto eu, você se lembra quando os feijões eram agradáveis ​​ao marido.) Eu amo isso e li que se Andy Warhol fosse um texano, ele teria pintado latas de feijão estilo rancho em vez das latas de sopa Campbell. Eu acredito nisso.

Nos 15 anos desde que me mudei para a cidade de Nova York, vi esta cidade se tornar mais hospitaleira para outros texanos com saudades de casa. Agora temos uma churrascaria no estilo texano que vende salsichas Kreuz e peito excelente. Você pode encontrar tomates Ro-Tel em vários supermercados. Pimentas secas e enlatadas são um alimento básico comum e a Whole Foods de Austin agora está vendendo marcas decentes de tortilhas e batatas fritas e salsas. Mas, apesar dos avanços que esta cidade fez, ainda há uma coisa faltando: meu amado feijão estilo Ranch.

Para ajudar na seca, toda vez que vou para casa encho algumas latas. E minha mãe ficou conhecida por colocá-los na minha meia de Natal, que é sempre um presente muito bem-vindo. Mas quando recentemente cheguei à minha última lata sem nenhuma viagem para casa no meu futuro imediato, percebi que deveria descobrir como fazer esses feijões sozinho.

A receita é um segredo bem guardado, por isso fiquei confuso sobre o que fazer. E então eu li a observação de um fã de que o feijão estilo Ranch são simplesmente pintos nadando em um molho de pimenta. Enfim, tudo fez sentido! Decidi cozinhar uma panela de pintos em molho de pimenta e ver o que acontecia. Ao fazer meu molho de pimenta, usei a lista de ingredientes na parte de trás da lata restante como meu guia. Claro, havia alguns termos vagos, como “especiarias” e “sabor natural”, mas os blocos básicos de construção estavam à vista: tomates, pimentão, páprica, vinagre e gordura de carne. E, claro, feijão.

Mesmo que a lata não especifique o tipo de chili, optei por anchos, pois são a base do seu chili em pó comum. Reidratei as anchovas e misturei com alguns tomates, vinagre, cominho e colorau. E em vez de gordura de carne, optei por usar caldo de carne.

Enquanto o feijão cozinhava, a casa cheirava bem e o caldo tinha um gosto bom. Mas só depois de algumas horas, quando servi uma tigela, percebi que esta tigela de feijão excedeu em muito as minhas expectativas. Eu joguei um pouco de creme de leite, esquentei uma tortilha de farinha e tive uma refeição muito satisfatória. E mesmo que já tenham se passado 15 anos desde que eu dei aqueles feijões, muitas vezes me pergunto se o nova-iorquino que acabou com eles gostou deles. Espero que sim.

—————
Você gostaria de mais Texano com saudades de casa? Bem, eu comecei a oferecer receitas adicionais para assinantes pagos para ajudar com os custos de funcionamento do site. Embora eu não esteja tirando nada, se você gostaria de apoiar Homesick Texan e ter acesso a postagens exclusivas para assinantes nunca antes vistas, considere se tornar um membro as assinaturas anuais custam apenas $ 25. Obrigado pela leitura, sua consideração e seu apoio!
—————


Receita de feijão estilo fazenda

Quinze anos atrás, eu estava a caminho do aeroporto de Austin para pegar um vôo para a cidade de Nova York quando um amigo com quem eu ficaria ligou e disse que assistiríamos a uma apresentação de dança naquela noite no East Village. A entrada era gratuita, disse ela, mas os organizadores solicitaram a doação de duas enlatadas para uma despensa de alimentos. Então, antes de sair pela porta, peguei um par de feijão estilo Ranch como minha oferta.

O feijão estilo rancho é um alimento básico do Texas e tem satisfeito as pessoas desde 1872 com sua versão clássica de comida de charrete. É um sabor distinto - os grãos não são ardentes, mas têm uma profundidade e brilho que podem ser muito viciantes. Quando eu morava no Texas, comíamos com frequência - cobertos com queijo e arroz, como base para salada de feijão, junto com enchiladas ou mesmo na caçarola King Ranch da minha mãe.

Mas, além da delícia e versatilidade dos feijões estilo Ranch, há o apelo daquela lata preta icônica com sua fonte distinta de estilo ocidental e ilustração de um homem com a língua para fora afirmando que os feijões são Appetite Pleasin '. (Claro, este último é um desenvolvimento recente, pois se você for tão velho quanto eu, você se lembra quando os feijões eram agradáveis ​​ao marido.) Eu amo isso e li que se Andy Warhol fosse um texano, ele teria pintado latas de feijão estilo rancho em vez das latas de sopa Campbell. Eu acredito nisso.

Nos 15 anos desde que me mudei para a cidade de Nova York, vi esta cidade se tornar mais hospitaleira para outros texanos com saudades de casa. Agora temos uma churrascaria no estilo texano que vende salsichas Kreuz e peito excelente. Você pode encontrar tomates Ro-Tel em vários supermercados. Pimentas secas e enlatadas são um alimento básico comum e a Whole Foods de Austin agora está vendendo marcas decentes de tortilhas e batatas fritas e salsas. Mas, apesar dos avanços que esta cidade fez, ainda há uma coisa faltando: meu amado feijão estilo Ranch.

Para ajudar na seca, toda vez que vou para casa encho algumas latas. E minha mãe ficou conhecida por colocá-los na minha meia de Natal, que é sempre um presente muito bem-vindo. Mas quando recentemente cheguei à minha última lata sem nenhuma viagem para casa no meu futuro imediato, percebi que deveria descobrir como fazer esses feijões sozinho.

A receita é um segredo bem guardado, por isso fiquei confuso sobre o que fazer. E então eu li a observação de um fã de que o feijão estilo Ranch são simplesmente pintos nadando em um molho de pimenta. Enfim, tudo fez sentido! Decidi cozinhar uma panela de pintos em molho de pimenta e ver o que acontecia. Ao fazer meu molho de pimenta, usei a lista de ingredientes na parte de trás da lata restante como meu guia. Claro, havia alguns termos vagos, como “especiarias” e “sabor natural”, mas os blocos básicos de construção estavam à vista: tomates, pimentão, páprica, vinagre e gordura de carne. E, claro, feijão.

Mesmo que a lata não especifique o tipo de chili, optei por anchos porque são a base do seu chili em pó comum. Reidratei as anchovas e misturei com alguns tomates, vinagre, cominho e colorau. E em vez de gordura bovina, optei por usar caldo de carne.

Enquanto o feijão cozinhava, a casa cheirava bem e o caldo tinha um gosto bom. Mas foi só depois de algumas horas, quando servi uma tigela, que percebi que esta tigela de feijão excedeu em muito as minhas expectativas. Eu joguei um pouco de creme de leite, esquentei uma tortilha de farinha e tive uma refeição muito satisfatória. E mesmo que já tenham se passado 15 anos desde que eu dei aqueles feijões, muitas vezes me pergunto se o nova-iorquino que acabou com eles gostou deles. Espero que sim.

—————
Você gostaria de mais Texano com saudades de casa? Bem, eu comecei a oferecer receitas adicionais para assinantes pagos para ajudar com os custos de funcionamento do site. Embora eu não esteja tirando nada, se você gostaria de apoiar Homesick Texan e ter acesso a postagens exclusivas para assinantes nunca antes vistas, considere se tornar um membro as assinaturas anuais custam apenas $ 25. Obrigado pela leitura, sua consideração e seu apoio!
—————


Receita de feijão estilo fazenda

Quinze anos atrás, eu estava a caminho do aeroporto de Austin para pegar um vôo para a cidade de Nova York quando o amigo com quem eu estaria hospedado ligou e disse que assistiríamos a uma apresentação de dança naquela noite no East Village. A entrada era gratuita, disse ela, mas os organizadores solicitaram a doação de duas enlatadas para uma despensa de alimentos. Então, antes de sair pela porta, peguei um par de feijão estilo Ranch como minha oferta.

O feijão estilo Ranch é um alimento básico do Texas e tem satisfeito as pessoas desde 1872 com sua abordagem clássica da comida de charrete. É um sabor distinto - os grãos não são ardentes, mas têm uma profundidade e brilho que podem ser muito viciantes. Quando eu morava no Texas, comíamos com frequência - cobertos com queijo e arroz, como base para salada de feijão, junto com enchiladas ou mesmo na caçarola King Ranch da minha mãe.

Mas, além da delícia e versatilidade dos feijões estilo Ranch, há o apelo daquela lata preta icônica com sua fonte distinta de estilo ocidental e ilustração de um homem com a língua para fora afirmando que os feijões são Appetite Pleasin '. (Claro, este último é um desenvolvimento recente, pois se você for tão velho quanto eu, você se lembra quando os feijões eram agradáveis ​​ao marido.) Eu amo isso e li que se Andy Warhol fosse um texano, ele teria pintado latas de feijão estilo Ranch em vez das latas de sopa Campbell. Eu acredito nisso.

Nos 15 anos desde que me mudei para a cidade de Nova York, vi esta cidade se tornar mais hospitaleira para outros texanos com saudades de casa. Agora temos uma churrascaria no estilo texano que vende salsichas Kreuz e peito excelente. Você pode encontrar tomates Ro-Tel em vários supermercados. Pimentas secas e enlatadas são um alimento básico comum e a Whole Foods de Austin agora está vendendo marcas decentes de tortilhas e batatas fritas e salsas. Mas, apesar dos avanços que esta cidade fez, ainda há uma coisa faltando: meu amado feijão estilo Ranch.

Para ajudar na seca, toda vez que vou para casa encho algumas latas. E minha mãe ficou conhecida por colocá-los na minha meia de Natal, que é sempre um presente muito bem-vindo. Mas quando recentemente cheguei à minha última lata sem nenhuma viagem para casa no meu futuro imediato, percebi que deveria descobrir como fazer esses feijões sozinho.

A receita é um segredo bem guardado, por isso fiquei confuso sobre o que fazer. E então eu li a observação de um fã de que o feijão estilo Ranch são simplesmente pintos nadando em um molho de pimenta. Enfim, tudo fez sentido! Decidi cozinhar uma panela de pintos em molho de pimenta e ver o que acontecia. Ao fazer meu molho de pimenta, usei a lista de ingredientes na parte de trás da minha lata restante como meu guia. Claro, havia alguns termos vagos, como “especiarias” e “sabor natural”, mas os blocos básicos de construção estavam à vista: tomates, pimentão, páprica, vinagre e gordura de carne. E, claro, feijão.

Mesmo que a lata não especifique o tipo de chili, optei por anchos, pois são a base do seu chili em pó comum. Reidratei as anchovas e misturei com alguns tomates, vinagre, cominho e colorau. E em vez de gordura bovina, optei por usar caldo de carne.

Enquanto o feijão cozinhava, a casa tinha um cheiro maravilhoso e o caldo tinha um gosto bom. Mas foi só depois de algumas horas, quando servi uma tigela, que percebi que esta tigela de feijão excedeu em muito as minhas expectativas. Eu joguei um pouco de creme de leite, esquentei uma tortilha de farinha e tive uma refeição muito satisfatória. E mesmo que já se tenham passado 15 anos desde que eu dei aqueles grãos, muitas vezes me pergunto se o nova-iorquino que acabou com eles gostou deles. Espero que sim.

—————
Você gostaria de mais Texano com saudades de casa? Bem, eu comecei a oferecer receitas adicionais para assinantes pagos para ajudar com os custos de funcionamento do site. Embora eu não esteja tirando nada, se você gostaria de apoiar Homesick Texan e ter acesso a postagens exclusivas para assinantes nunca antes vistas, considere se tornar um membro as assinaturas anuais custam apenas $ 25. Obrigado pela leitura, sua consideração e seu apoio!
—————


Receita de feijão estilo fazenda

Quinze anos atrás, eu estava a caminho do aeroporto de Austin para pegar um vôo para a cidade de Nova York quando o amigo com quem eu estaria hospedado ligou e disse que assistiríamos a uma apresentação de dança naquela noite no East Village. A entrada era gratuita, disse ela, mas os organizadores solicitaram a doação de duas enlatadas para uma despensa de alimentos. Então, antes de sair pela porta, peguei um par de feijão estilo Ranch como minha oferta.

O feijão estilo rancho é um alimento básico do Texas e tem satisfeito as pessoas desde 1872 com sua versão clássica de comida de charrete. É um sabor distinto - os grãos não são ardentes, mas têm uma profundidade e brilho que podem ser muito viciantes. Quando eu morava no Texas, comíamos com frequência - cobertos com queijo e arroz, como base para salada de feijão, junto com enchiladas ou mesmo na caçarola King Ranch da minha mãe.

Mas, além da delícia e versatilidade dos feijões estilo Ranch, há o apelo daquela lata preta icônica com sua fonte distinta de estilo ocidental e ilustração de um homem com a língua para fora afirmando que os feijões são Appetite Pleasin '. (Claro, este último é um desenvolvimento recente, pois se você for tão velho quanto eu, você se lembra quando os feijões eram agradáveis ​​ao marido.) Eu amo isso e li que se Andy Warhol fosse um texano, ele teria pintado latas de feijão estilo Ranch em vez das latas de sopa Campbell. Eu acredito nisso.

Nos 15 anos desde que me mudei para a cidade de Nova York, vi esta cidade se tornar mais hospitaleira para outros texanos com saudades de casa. Agora temos uma churrascaria no estilo texano que vende salsichas Kreuz e peito excelente. Você pode encontrar tomates Ro-Tel em vários supermercados. Pimentas secas e enlatadas são um alimento básico comum e a Whole Foods de Austin agora está vendendo marcas decentes de tortilhas e batatas fritas e salsas. Mas, apesar dos avanços que esta cidade fez, ainda há uma coisa faltando: meu amado feijão estilo Ranch.

Para ajudar na seca, toda vez que vou para casa encho algumas latas. E minha mãe ficou conhecida por colocá-los na minha meia de Natal, que é sempre um presente muito bem-vindo. Mas quando recentemente cheguei à minha última lata sem nenhuma viagem para casa no meu futuro imediato, percebi que deveria descobrir como fazer esses feijões sozinho.

A receita é um segredo bem guardado, por isso fiquei confuso sobre o que fazer. E então eu li a observação de um fã de que o feijão estilo Ranch são simplesmente pintos nadando em um molho de pimenta. Enfim, tudo fez sentido! Decidi cozinhar uma panela de pintos em molho de pimenta e ver o que acontecia. Ao fazer meu molho de pimenta, usei a lista de ingredientes na parte de trás da minha lata restante como meu guia. Claro, havia alguns termos vagos, como “especiarias” e “sabor natural”, mas os blocos básicos de construção estavam à vista: tomates, pimentão, páprica, vinagre e gordura de carne. E, claro, feijão.

Mesmo que a lata não especifique o tipo de chili, optei por anchos porque são a base do seu chili em pó comum. Reidratei as anchovas e misturei com alguns tomates, vinagre, cominho e colorau. E em vez de gordura de carne, optei por usar caldo de carne.

Enquanto o feijão cozinhava, a casa tinha um cheiro maravilhoso e o caldo tinha um gosto bom. Mas só depois de algumas horas, quando servi uma tigela, percebi que esta tigela de feijão excedeu em muito as minhas expectativas. Eu joguei um pouco de creme de leite, esquentei uma tortilha de farinha e tive uma refeição muito satisfatória. E mesmo que já tenham se passado 15 anos desde que eu dei aqueles feijões, muitas vezes me pergunto se o nova-iorquino que acabou com eles gostou deles. Espero que sim.

—————
Você gostaria de mais Texano com saudades de casa? Bem, eu comecei a oferecer receitas adicionais para assinantes pagos para ajudar com os custos de funcionamento do site. Embora eu não esteja tirando nada, se você gostaria de apoiar Homesick Texan e ter acesso a postagens exclusivas para assinantes nunca antes vistas, considere se tornar um membro as assinaturas anuais custam apenas $ 25. Obrigado pela leitura, sua consideração e seu apoio!
—————


Receita de feijão estilo fazenda

Quinze anos atrás, eu estava a caminho do aeroporto de Austin para pegar um vôo para a cidade de Nova York quando o amigo com quem eu estaria hospedado ligou e disse que assistiríamos a uma apresentação de dança naquela noite no East Village. A entrada era gratuita, disse ela, mas os organizadores solicitaram a doação de duas enlatadas para uma despensa de alimentos. Então, antes de sair pela porta, peguei um par de feijão estilo Ranch como minha oferta.

O feijão estilo rancho é um alimento básico do Texas e tem satisfeito as pessoas desde 1872 com sua versão clássica de comida de charrete. É um sabor distinto - os grãos não são ardentes, mas têm uma profundidade e brilho que podem ser muito viciantes. Quando eu morava no Texas, comíamos com frequência - cobertos com queijo e arroz, como base para salada de feijão, junto com enchiladas ou mesmo na caçarola King Ranch da minha mãe.

Mas, além da delícia e versatilidade dos feijões estilo Ranch, há o apelo daquela lata preta icônica com sua fonte distinta de estilo ocidental e ilustração de um homem com a língua para fora afirmando que os feijões são Appetite Pleasin '. (Claro, este último é um desenvolvimento recente, pois se você for tão velho quanto eu, você se lembra quando os feijões eram agradáveis ​​ao marido.) Eu amo isso e li que se Andy Warhol fosse um texano, ele teria pintado latas de feijão estilo rancho em vez das latas de sopa Campbell. Eu acredito nisso.

Nos 15 anos desde que me mudei para a cidade de Nova York, vi esta cidade se tornar mais hospitaleira para outros texanos com saudades de casa. Agora temos uma churrascaria ao estilo texano que vende salsichas Kreuz e um excelente peito, você pode encontrar tomates Ro-Tel em várias mercearias. Pimentas secas e enlatadas são um alimento básico comum, e a Whole Foods de Austin agora está vendendo marcas decentes de tortilhas e batatas fritas e salsas. Mas, apesar dos avanços que esta cidade fez, ainda há uma coisa faltando: meu amado feijão estilo Ranch.

Para ajudar na seca, toda vez que vou para casa encho algumas latas. E minha mãe ficou conhecida por colocá-los na minha meia de Natal, que é sempre um presente muito bem-vindo. Mas quando recentemente cheguei à minha última lata sem nenhuma viagem para casa no meu futuro imediato, percebi que deveria descobrir como fazer esses feijões sozinho.

A receita é um segredo bem guardado, por isso fiquei confuso sobre o que fazer. E então eu li a observação de um fã de que o feijão estilo Ranch são simplesmente pintos nadando em um molho de pimenta. Enfim, tudo fez sentido! Decidi cozinhar uma panela de pintos em molho de pimenta e ver o que acontecia. Ao fazer meu molho de pimenta, usei a lista de ingredientes na parte de trás da lata restante como meu guia. Claro, havia alguns termos vagos, como “especiarias” e “sabor natural”, mas os blocos básicos de construção estavam à vista: tomates, pimentão, páprica, vinagre e gordura de carne. E, claro, feijão.

Mesmo que a lata não especifique o tipo de chili, optei por anchos, pois são a base do seu chili em pó comum. Reidratei as anchovas e misturei com alguns tomates, vinagre, cominho e colorau. E em vez de gordura bovina, optei por usar caldo de carne.

Enquanto o feijão cozinhava, a casa cheirava bem e o caldo tinha um gosto bom. Mas foi só depois de algumas horas, quando servi uma tigela, que percebi que esta tigela de feijão excedeu em muito as minhas expectativas. Eu joguei um pouco de creme de leite, esquentei uma tortilla de farinha e tive uma refeição muito satisfatória. E mesmo que já se tenham passado 15 anos desde que eu dei aqueles grãos, muitas vezes me pergunto se o nova-iorquino que acabou com eles gostou deles. Espero que sim.

—————
Você gostaria de mais Texano com saudades de casa? Bem, eu comecei a oferecer receitas adicionais para assinantes pagos para ajudar com os custos de funcionamento do site. Embora eu não esteja tirando nada, se você gostaria de apoiar Homesick Texan e ter acesso a postagens exclusivas para assinantes nunca antes vistas, considere se tornar um membro as assinaturas anuais custam apenas $ 25. Obrigado pela leitura, sua consideração e seu apoio!
—————


Receita de feijão estilo fazenda

Quinze anos atrás, eu estava a caminho do aeroporto de Austin para pegar um vôo para a cidade de Nova York quando o amigo com quem eu estaria hospedado ligou e disse que assistiríamos a uma apresentação de dança naquela noite no East Village. A entrada era gratuita, disse ela, mas os organizadores solicitaram a doação de duas enlatadas para uma despensa de alimentos. Então, antes de sair pela porta, peguei um par de feijão estilo Ranch como minha oferta.

O feijão estilo Ranch é um alimento básico do Texas e tem satisfeito as pessoas desde 1872 com sua abordagem clássica da comida de charrete. É um sabor distinto - os grãos não são ardentes, mas têm uma profundidade e brilho que podem ser muito viciantes. Quando eu morava no Texas, comíamos com frequência - cobertos com queijo e arroz, como base para salada de feijão, junto com enchiladas ou mesmo na caçarola King Ranch da minha mãe.

Mas, além da delícia e versatilidade dos feijões estilo Ranch, há o apelo daquela lata preta icônica com sua fonte distinta de estilo ocidental e ilustração de um homem com a língua para fora afirmando que os feijões são Appetite Pleasin '. (Claro, este último é um desenvolvimento recente, pois se você for tão velho quanto eu, você se lembra quando os feijões eram agradáveis ​​ao marido.) Eu amo isso e li que se Andy Warhol fosse um texano, ele teria pintado latas de feijão estilo rancho em vez das latas de sopa Campbell. Eu acredito nisso.

Nos 15 anos desde que me mudei para a cidade de Nova York, vi esta cidade se tornar mais hospitaleira para outros texanos com saudades de casa. Agora temos uma churrascaria ao estilo texano que vende salsichas Kreuz e um excelente peito, você pode encontrar tomates Ro-Tel em várias mercearias. Pimentas secas e enlatadas são um alimento básico comum, e a Whole Foods de Austin agora está vendendo marcas decentes de tortilhas e batatas fritas e salsas. Mas, apesar dos avanços que esta cidade fez, ainda há uma coisa faltando: meu amado feijão estilo Ranch.

Para ajudar na seca, toda vez que vou para casa encho algumas latas. E minha mãe ficou conhecida por colocá-los na minha meia de Natal, que é sempre um presente muito bem-vindo. Mas quando recentemente cheguei à minha última lata sem nenhuma viagem para casa no meu futuro imediato, percebi que deveria descobrir como fazer esses feijões sozinho.

A receita é um segredo bem guardado, por isso fiquei confuso sobre o que fazer. E então eu li a observação de um fã de que o feijão estilo Ranch são simplesmente pintos nadando em um molho de pimenta. Enfim, tudo fez sentido! Decidi cozinhar uma panela de pintos em molho de pimenta e ver o que acontecia. Ao fazer meu molho de pimenta, usei a lista de ingredientes na parte de trás da minha lata restante como meu guia. Claro, havia alguns termos vagos, como “especiarias” e “sabor natural”, mas os blocos básicos de construção estavam à vista: tomates, pimentão, páprica, vinagre e gordura de carne. E, claro, feijão.

Mesmo que a lata não especifique o tipo de chili, optei por anchos porque são a base do seu chili em pó comum. Reidratei as anchovas e misturei com alguns tomates, vinagre, cominho e colorau. E em vez de gordura de carne, optei por usar caldo de carne.

Enquanto o feijão cozinhava, a casa cheirava bem e o caldo tinha um gosto bom. Mas foi só depois de algumas horas, quando servi uma tigela, que percebi que esta tigela de feijão excedeu em muito as minhas expectativas. Eu joguei um pouco de creme de leite, esquentei uma tortilla de farinha e tive uma refeição muito satisfatória. E mesmo que já se tenham passado 15 anos desde que eu dei aqueles grãos, muitas vezes me pergunto se o nova-iorquino que acabou com eles gostou deles. Espero que sim.

—————
Você gostaria de mais Texano com saudades de casa? Bem, eu comecei a oferecer receitas adicionais para assinantes pagos para ajudar com os custos de funcionamento do site. Embora eu não esteja tirando nada, se você gostaria de apoiar Homesick Texan e ter acesso a postagens exclusivas para assinantes nunca antes vistas, considere se tornar um membro as assinaturas anuais custam apenas $ 25. Obrigado pela leitura, sua consideração e seu apoio!
—————


Receita de feijão estilo fazenda

Quinze anos atrás, eu estava a caminho do aeroporto de Austin para pegar um vôo para a cidade de Nova York quando um amigo com quem eu ficaria ligou e disse que assistiríamos a uma apresentação de dança naquela noite no East Village. A entrada era gratuita, disse ela, mas os organizadores solicitaram a doação de duas conservas para uma despensa de alimentos. Então, antes de sair pela porta, peguei alguns feijões do estilo Ranch como minha oferta.

Ranch Style Beans are a Texan staple and they’ve been satisfying people since 1872 with their take on classic chuck-wagon fare. It’s a distinctive flavor—the beans aren’t fiery but they do have a depth and brightness that can be very addictive. When I lived in Texas, we ate them often—either topped with cheese and rice, as a base to bean salad, alongside enchiladas or even in my mom’s King Ranch casserole.

But beyond the deliciousness and versatility of Ranch Style Beans, there’s the appeal of that iconic black can with its distinctive Western-style font and illustration of a man with his tongue sticking out stating the beans are Appetite Pleasin’. (Of course, the latter is a recent development for if you’re as old as I am, you remember when the beans were Husband Pleasin’.) I love that can and I’ve read that if Andy Warhol had been a Texan he would have painted Ranch Style Beans cans instead of Campbell’s Soup cans. I believe it.

In the 15 years since I’ve moved to New York City, I’ve seen this city become more hospitable to fellow homesick Texans. We now have a Texan-style barbecue joint selling Kreuz sausages and excellent brisket you can find Ro-Tel tomatoes at several grocery stores dried and canned chiles are a common staple and Austin-based Whole Foods is now here selling decent brands of tortillas, chips and salsas. But despite the advances this city’s made, there’s still one thing missing: my beloved Ranch Style Beans.

To help with the drought, every time I go home I load up on a few cans. And my mom has even been known to put them in my Christmas stocking, which is always a very welcome gift. But when I recently came to my last can with no trip home in my immediate future, I realized that I should just figure out how to make these beans on my own.

The recipe is a closely guarded secret, so I was flummoxed on what to do. And then I read one fan’s observation that Ranch Style Beans are simply pintos swimming in a chili gravy. At last, it all made sense! I decided I’d cook a pot of pintos in a chili gravy and see what happened. When making my chile gravy, I used the ingredient list on the back of my remaining can as my guide. Sure, there were some vague terms, such as “spices” and “natural flavor,” but the basic building blocks were in the open: tomatoes, chile peppers, paprika, vinager and beef fat. And of course, pinto beans.

Even though the can didn’t specify what type of chile, I went with anchos as they’re the base of your common chili powder. I rehydrated the anchos and then blended them with some tomatoes, vinegar, cumin and paprika. And instead of beef fat, I opted to use beef broth instead.

While the beans cooked, the house smelled gorgeous and the broth tasted right. But it wasn’t until after a few hours when I ladled out a bowl that I realized that this bowl of beans far exceeded my expectations. I threw in some sour cream, warmed up a flour tortilla and had a most satisfying meal. And even though it’s been 15 years since I gave away those beans, I’ve often wondered if the New Yorker who ended up with them enjoyed them. I hope that they did.

—————
Would you like more Homesick Texan? Well, I’ve started offering additional recipes for paid subscribers to help with the costs of running the site. While I’m not taking anything away, if you’d like to support Homesick Texan and have access to exclusive, never-seen-before subscriber-only posts, please consider becoming a member annual subscriptions are as low as $25. Thank you for reading, your consideration, and your support!
—————


Ranch style beans recipe

Fifteen years ago, I was on my way to the Austin airport to catch a flight to New York City when the friend I’d be staying with called and said that we’d be attending a dance performance that evening in the East Village. Admission was free, she said, but the organizers requested a donation of two canned goods for a food pantry. So before walking out the door, I grabbed a couple of Ranch Style Beans as my offering.

Ranch Style Beans are a Texan staple and they’ve been satisfying people since 1872 with their take on classic chuck-wagon fare. It’s a distinctive flavor—the beans aren’t fiery but they do have a depth and brightness that can be very addictive. When I lived in Texas, we ate them often—either topped with cheese and rice, as a base to bean salad, alongside enchiladas or even in my mom’s King Ranch casserole.

But beyond the deliciousness and versatility of Ranch Style Beans, there’s the appeal of that iconic black can with its distinctive Western-style font and illustration of a man with his tongue sticking out stating the beans are Appetite Pleasin’. (Of course, the latter is a recent development for if you’re as old as I am, you remember when the beans were Husband Pleasin’.) I love that can and I’ve read that if Andy Warhol had been a Texan he would have painted Ranch Style Beans cans instead of Campbell’s Soup cans. I believe it.

In the 15 years since I’ve moved to New York City, I’ve seen this city become more hospitable to fellow homesick Texans. We now have a Texan-style barbecue joint selling Kreuz sausages and excellent brisket you can find Ro-Tel tomatoes at several grocery stores dried and canned chiles are a common staple and Austin-based Whole Foods is now here selling decent brands of tortillas, chips and salsas. But despite the advances this city’s made, there’s still one thing missing: my beloved Ranch Style Beans.

To help with the drought, every time I go home I load up on a few cans. And my mom has even been known to put them in my Christmas stocking, which is always a very welcome gift. But when I recently came to my last can with no trip home in my immediate future, I realized that I should just figure out how to make these beans on my own.

The recipe is a closely guarded secret, so I was flummoxed on what to do. And then I read one fan’s observation that Ranch Style Beans are simply pintos swimming in a chili gravy. At last, it all made sense! I decided I’d cook a pot of pintos in a chili gravy and see what happened. When making my chile gravy, I used the ingredient list on the back of my remaining can as my guide. Sure, there were some vague terms, such as “spices” and “natural flavor,” but the basic building blocks were in the open: tomatoes, chile peppers, paprika, vinager and beef fat. And of course, pinto beans.

Even though the can didn’t specify what type of chile, I went with anchos as they’re the base of your common chili powder. I rehydrated the anchos and then blended them with some tomatoes, vinegar, cumin and paprika. And instead of beef fat, I opted to use beef broth instead.

While the beans cooked, the house smelled gorgeous and the broth tasted right. But it wasn’t until after a few hours when I ladled out a bowl that I realized that this bowl of beans far exceeded my expectations. I threw in some sour cream, warmed up a flour tortilla and had a most satisfying meal. And even though it’s been 15 years since I gave away those beans, I’ve often wondered if the New Yorker who ended up with them enjoyed them. I hope that they did.

—————
Would you like more Homesick Texan? Well, I’ve started offering additional recipes for paid subscribers to help with the costs of running the site. While I’m not taking anything away, if you’d like to support Homesick Texan and have access to exclusive, never-seen-before subscriber-only posts, please consider becoming a member annual subscriptions are as low as $25. Thank you for reading, your consideration, and your support!
—————


Ranch style beans recipe

Fifteen years ago, I was on my way to the Austin airport to catch a flight to New York City when the friend I’d be staying with called and said that we’d be attending a dance performance that evening in the East Village. Admission was free, she said, but the organizers requested a donation of two canned goods for a food pantry. So before walking out the door, I grabbed a couple of Ranch Style Beans as my offering.

Ranch Style Beans are a Texan staple and they’ve been satisfying people since 1872 with their take on classic chuck-wagon fare. It’s a distinctive flavor—the beans aren’t fiery but they do have a depth and brightness that can be very addictive. When I lived in Texas, we ate them often—either topped with cheese and rice, as a base to bean salad, alongside enchiladas or even in my mom’s King Ranch casserole.

But beyond the deliciousness and versatility of Ranch Style Beans, there’s the appeal of that iconic black can with its distinctive Western-style font and illustration of a man with his tongue sticking out stating the beans are Appetite Pleasin’. (Of course, the latter is a recent development for if you’re as old as I am, you remember when the beans were Husband Pleasin’.) I love that can and I’ve read that if Andy Warhol had been a Texan he would have painted Ranch Style Beans cans instead of Campbell’s Soup cans. I believe it.

In the 15 years since I’ve moved to New York City, I’ve seen this city become more hospitable to fellow homesick Texans. We now have a Texan-style barbecue joint selling Kreuz sausages and excellent brisket you can find Ro-Tel tomatoes at several grocery stores dried and canned chiles are a common staple and Austin-based Whole Foods is now here selling decent brands of tortillas, chips and salsas. But despite the advances this city’s made, there’s still one thing missing: my beloved Ranch Style Beans.

To help with the drought, every time I go home I load up on a few cans. And my mom has even been known to put them in my Christmas stocking, which is always a very welcome gift. But when I recently came to my last can with no trip home in my immediate future, I realized that I should just figure out how to make these beans on my own.

The recipe is a closely guarded secret, so I was flummoxed on what to do. And then I read one fan’s observation that Ranch Style Beans are simply pintos swimming in a chili gravy. At last, it all made sense! I decided I’d cook a pot of pintos in a chili gravy and see what happened. When making my chile gravy, I used the ingredient list on the back of my remaining can as my guide. Sure, there were some vague terms, such as “spices” and “natural flavor,” but the basic building blocks were in the open: tomatoes, chile peppers, paprika, vinager and beef fat. And of course, pinto beans.

Even though the can didn’t specify what type of chile, I went with anchos as they’re the base of your common chili powder. I rehydrated the anchos and then blended them with some tomatoes, vinegar, cumin and paprika. And instead of beef fat, I opted to use beef broth instead.

While the beans cooked, the house smelled gorgeous and the broth tasted right. But it wasn’t until after a few hours when I ladled out a bowl that I realized that this bowl of beans far exceeded my expectations. I threw in some sour cream, warmed up a flour tortilla and had a most satisfying meal. And even though it’s been 15 years since I gave away those beans, I’ve often wondered if the New Yorker who ended up with them enjoyed them. I hope that they did.

—————
Would you like more Homesick Texan? Well, I’ve started offering additional recipes for paid subscribers to help with the costs of running the site. While I’m not taking anything away, if you’d like to support Homesick Texan and have access to exclusive, never-seen-before subscriber-only posts, please consider becoming a member annual subscriptions are as low as $25. Thank you for reading, your consideration, and your support!
—————


Assista o vídeo: coisas secretas no toca Life world part 8 (Janeiro 2022).