Receitas de coquetéis, destilados e bares locais

7 cervejas que frustram a tendência da cerveja hoppy

7 cervejas que frustram a tendência da cerveja hoppy

Recentemente, foi sugerido que a tendência de cervejas com excesso de lúpulo está desencorajando novos bebedores de cerveja. A quantidade de amargor que o lúpulo empresta à cerveja, seja em um lúpulo com grama e terra ou mais com foco em frutas cítricas, pode ser um pouco desafiador para quem não está acostumado com isso. Você poderia dizer que é um gosto adquirido, mas algumas pessoas podem nunca realmente "adquiri-lo".

No entanto, isso não significa que a cerveja esteja completamente fora de questão para aqueles que bebem. Existem muitas cervejas que apresentam uma quantidade muito baixa de lúpulo ou nenhum lúpulo. Muitos estilos antigos de cerveja existem há mais tempo do que o lúpulo.

Curiosamente, muitos desses estilos estão ressurgindo um pouco. Talvez isso aconteça porque os cervejeiros estão tentando evitar o uso excessivo de lúpulo ou os bebedores os estão redescobrindo e exigindo. De qualquer forma, eles estão se tornando mais disponíveis.

Para os bebedores que querem uma pausa do lúpulo, escolhemos sete cervejas que você deve encontrar e beber agora!

Choc Beer Gose
Choc Beer Co., Krebs, Okla.
Estilo: Gose
Um estilo que passou por um renascimento nos últimos tempos, a gose (pronuncia-se goh-zah) é uma cerveja de trigo composta por mais de 50% de trigo maltado. Isso proporciona um sabor crocante, mas as sementes de coentro e o sal que também são adicionados à mistura criam uma combinação única de sabores. O salgado encontra o limão ácido nesta interpretação do estilo. É uma bebida saborosa com não mais do que um toque de amargor de lúpulo. A interpretação da Choc Beer combina perfeitamente com o estilo, proporcionando uma seleção agradável, potável e sem lúpulo.

Cientistas loucos # 13
Sixpoint Brewery, Brooklyn, N.Y.
Estilo: Gruitbier
Esta é uma cerveja antiga, que lembra como as cervejas provavelmente eram produzidas na Idade Média. Preparado principalmente com ervas, especiarias e uma variedade de frutas vermelhas, tende a ser uma bebida doce, mas à base de ervas, sem sinais de lúpulo. Sixpoint reinventou a bebida para seu Série Mad Scientists no início deste ano. Os cervejeiros usaram uma mistura de trigo e centeio junto com malte defumado (um malte com um caráter um pouco torrado) para criar sua cerveja gruiter. A cerveja resultante mostrou semelhanças com um chá de ervas, mas também tem um bom sabor frutado.

Hefeweizen de Fritz
Cervejaria Bold City, Jacksonville, Flórida.
Estilo: Hefeweizen
Um estilo tradicional de cerveja alemã feita principalmente com trigo, a hefeweizen é produzida a partir de uma combinação de 50 por cento (ou mais) de trigo e um fermento que traz aromas de cravo e banana. Pode haver um leve amargor de lúpulo na cerveja, mas é geralmente indetectável. Bold City torna o Fritz's Hefeweizen em homenagem à herança alemã dos proprietários. Esta interpretação particular apresenta os sabores de cravo e banana, bem como uma espinha dorsal de trigo para equilibrar.

Whiteout White
Anchorage Brewing Co., Anchorage, Alasca
Estilo: Witbier
Os belgas também faziam sua própria cerveja de trigo de alto nível, chamada witbier. Mas seu estilo também incluía alguns temperos que os cervejeiros alemães não estavam adicionando. Os belgas usaram casca de laranja, coentro e alguns outros ingredientes extras. Esses extras adicionam uma nota picante e picante à cerveja de trigo crocante. Anchorage Brewing segue o estilo belga de perto. O sabor inclui limão azedo e também um pouco de pimenta. É uma bebida refrescante para um dia de verão.

Inferno
Surly Brewing Co., Brooklyn Center, Minnesota.
Estilo: Helles Lager
Outro estilo alemão, este se originou em Munique e apresenta apenas o mais suave toque de lúpulo. Esta é uma cerveja muito equilibrada com um sabor de malte. Grosseiro
Fermentação
mantém-se muito próximo da receita original, honrando sua própria herança alemã. Não é filtrada, o que a torna um pouco turva, mas não se deixe assustar - esta é uma ótima cerveja para pessoas que preferem um pouco menos de lúpulo em sua mistura.

Kriek Mariage Parfait
Brouwerij Boon, Bélgica
Estilo: Lambic frutado
Uma cerveja com sabor muito intenso de frutas, a lambic é outra cerveja à moda antiga. Normalmente, frutas inteiras são adicionadas à mistura após o início da fermentação, o que confere um caráter doce e frutado e talvez até um toque de azedo. Kriek de Boon é um excelente exemplo - e possivelmente um dos mais populares. A cervejaria usa cerejas muito maduras e a cerveja resultante é envelhecida em barris de carvalho por um ano antes de ser engarrafada.

Old # 38 Stout
North Coast Brewing Co., Fort Bragg, Califórnia.
Estilo: Stout irlandesa seca
Uma antiga opção, a seca Irish stout é definitivamente a cerveja original sem lúpulo. Com um caráter de malte pesado e baixa carbonatação, a cerveja tem um aroma torrado, quase de café e o sabor é igualmente torrado com um leve toque de doçura. The Old # 38 segue a tradição e também apresenta um corpo um pouco leve e bebível. A cevada torrada e o malte emprestam aquele caráter do café que o torna uma bebida muito saborosa.


Receitas de cerveja Bock e Doppelbock e estilos de cerveja # 8211

A cerveja Bock é uma lager alemã clássica, suave e muito potável. Tradicionalmente, a cerveja era produzida no inverno, por isso é apropriada para um artigo de cerveja de inverno. Esta semana, vamos dar uma olhada em algumas receitas de cerveja Bock e como preparar o estilo clássico da cerveja Bock.

História de Bock

As origens de Bock remontam à cidade de Einbeck, no norte da Alemanha, em 1325. A cerveja de Einbeck não era apenas popular, mas amplamente distribuída em Hamburgo e Bremen. Trigo e cevada levemente queimados eram usados ​​na cerveja Einbeck original, que tinha apenas uma remota semelhança com o estilo Bock moderno. O trigo foi usado para aproximadamente 1/3 da receita de grãos, e o malte de cevada compôs o resto.

Infelizmente, Einbeck foi devastado por dois incêndios no século 16 e depois sofreu muito na guerra dos 30 anos (1618-1648), tão pouco do estilo original sobreviveu. (Ref: Daniels) No século 16, Munique tentou emular as grandes cervejas de Einbeck e começou a fabricar variantes que eram chamadas de & # 8220Ainpoeckish Pier & # 8221, nomeado no dialeto bávaro para a cidade de Einbeck.

Mais tarde, o nome foi encurtado para & # 8220Poeck & # 8221 e, finalmente, & # 8220Bock & # 8221, que significa & # 8220Goat & # 8221 em alemão. Nos anos 1800 & # 8217s Bock ressurgiu com o aprimoramento das técnicas de fabricação de cerveja e da ciência. A adição do hidrômetro e termômetro, lagering controlado e outras técnicas ajudaram dramaticamente. Bock também se espalhou muito além de Munique, para Viena e por toda a Alemanha.

Imigrantes alemães trouxeram Bock para a América no final de 1800 & # 8217, onde, junto com Pilsner, se tornou popular. Best & amp Company (mais tarde Pabst) foi uma das primeiras a produzi-lo amplamente na América. (Ref: Daniels) Bock, tradicionalmente bastante forte na Europa, foi fabricado com menor intensidade após a Lei Seca na América.

As variantes do estilo Bock incluem Doppelbock, Maibock, Eisbock, American Bock e Weizenbock. Doppelbock significa & # 8220double bock & # 8221 e é fabricado com uma gravidade original mínima de 1,074, que é um pouco mais forte do que o bock tradicional e normalmente tem um aroma complexo de chocolate e caramelo. Maibock, ou & # 8220May bock & # 8221, é aproveitado na primavera e tem uma cor muito mais clara do que o bock tradicional, e é tradicionalmente feito de uma mistura de maltes Munich e Pilsner.

Eisbock, ou & # 8220Ice bock & # 8221, que tem um OG mínimo de 1,093, é uma bock muito forte que é altamente alcoólica e maltada. Embora feito na tradição da Bock regular e Doppelbock, a força da cerveja se aproxima de alguns vinhos de cevada. O bock americano é feito principalmente no meio-oeste e no Texas, é tipicamente um pouco mais leve em gravidade do que o bock alemão tradicional e pode ter um sabor um pouco menos maltado. Weizenbock talvez seja melhor caracterizada como uma cerveja Dunkel-Weizen fabricada com a força Bock ou Doppelbock, e não tecnicamente uma cerveja Bock. É composto principalmente de cerca de 60% de trigo maltado com malte Munich ou Vienna preenchendo o resto da tabela de grãos e fermentado com fermento de trigo em vez de fermento lager.

O estilo Bock

O estilo Bock moderno segue de perto o estilo alemão tradicional dos últimos cem anos. Bock tem uma gravidade original bastante forte de 1,064-1,072 e uma cor âmbar escura a marrom entre 14 e 22 SRM. Os bocks alemães devem ter uma gravidade inicial mínima de 1,064. O sabor da cerveja é maltado com um leve toque de chocolate ou tostado. Bocks têm perfis de corpo médio a encorpado, mas sem sabor de torrado.

A carbonatação é moderada e o sabor do lúpulo é mínimo. Normalmente, o lúpulo alemão é usado para equilibrar parte do malte da cerveja com um nível de IBU de 20-27 IBUs. A levedura Lager é usada junto com o armazenamento em temperatura fria (lagering) em temperaturas próximas de congelamento.

Preparando uma cerveja

O malte Munich representa a maior parte da fatura de grãos de qualquer Bock. Na verdade, a maioria dos Bocks tradicionais é feita de um único malte Munich, com variações na queima que determinam a cor e o caráter da cerveja acabada. Daniels recomenda o uso de malte Munich em 75-93% do grão, com malte claro ou lager fazendo o balanço. Para todos os fabricantes de cerveja de grãos, este é o melhor caminho para uma cerveja autêntica. Sempre que possível, escolha um malte Munich de duas fileiras como base.

A análise de muitas receitas caseiras premiadas indica que o cristal e o chocolate são frequentemente adicionados & # 8211, especialmente para as variedades dunkel (escuro) bock. O cristal representa 10-15% da nota do grão e o chocolate aproximadamente 2% & # 8211 principalmente para adicionar cor.

Para fabricantes de extrato de cerveja, tente obter um extrato de malte à base de munique, se possível, pois é difícil alcançar o equilíbrio adequado de malte sem ele. As receitas de extrato geralmente usam um pouco de malte cristal ou chocolate para obter a cor e o corpo apropriados, mas devem ser usados ​​com moderação. Se você estiver preparando uma receita de purê parcial, a adição de malte munique e pálido adicionará autenticidade à receita.

Não é de surpreender que o lúpulo alemão seja amplamente usado em Bock. O lúpulo Hallertauer é a escolha tradicional para bock, embora Tettnanger, Hersbruck ou Saaz sejam usados ​​ocasionalmente. Não use lúpulo alfa alto em um bock, pois pode perturbar o equilíbrio do malte. Bock não é uma cerveja com lúpulo, então a maior parte das adições de lúpulo são usadas durante a fervura para o amargor. Pequenos sabores ou adições de aroma são aceitáveis, mas o sabor e o aroma do lúpulo não são uma característica dominante nesta cerveja.

A programação de purê tradicional para uma Bock alemã é uma decocção tripla, embora com grãos modernos altamente modificados uma decocção dupla seja suficiente. A decocção ajuda a realçar a cor e o corpo da cerveja, destacando o forte perfil maltado de uma cerveja tradicional. O resto da proteína deve atingir cerca de 122F, enquanto a conversão principal deve ser feita a uma temperatura ligeiramente mais alta de 155-156 F (68C) para trazer o perfil de cerveja de corpo inteiro desejado médio. Uma mistura de infusão única também é uma opção, novamente na faixa de 155F.

Os perfis de água de Munique têm uma alta proporção de carbonato, razão pela qual o lúpulo é usado com moderação para evitar amargor forte. No entanto, a maioria das águas de cerveja domésticas pode produzir um bom estilo Bock, já que os maltes Bock mais escuros ajudam a fornecer o equilíbrio adequado do pH do mash, e a adição de carbonato realmente não melhora esse estilo específico.

O fermento de lager Munich / Bavarian deve ser usado para sua receita de cerveja preta. O lagering a frio durante a fermentação e armazenamento é crítico. A temperatura de fermentação deve corresponder ao intervalo recomendado para a sua levedura, mas a fermentação geralmente é feita em torno de 50F. Uma vez que a fermentação esteja completa, o lagering real deve ocorrer próximo ao congelamento e continuar por 4-10 semanas, já que essas leveduras lager frequentemente levam algum tempo para flocular (sedimentar).

Bock Recipes

Para mais receitas, você pode visitar o site de receitas BeerSmtih ou nosso fórum de discussão. Obrigado novamente por visitar o BeerSmith Home Brewing Blog. Não hesite em se inscrever para receber e-mails semanais regulares ou votar em nossos artigos no site de notícias da cerveja BrewPoll. Eu estarei de volta na próxima semana com outro artigo sobre cerveja.


Melhor geral: Montauk Wave Chaser IPA

Este IPA inspirado no oceano é um dos nossos favoritos para beber durante todo o ano. Esteja sentado à beira-mar sob o sol de verão ou sonhando em fazê-lo nos meses de clima mais frio, este IPA picante é perfeito para matar sua sede, não importa onde você esteja. Notas maltadas de frutas tropicais, pinho e casca cítrica estouram do paladar semi-amargo da cerveja. Com 6,4% ABV, esse material é o melhor possível.


Cervejas com sabor doce e maltado (Perfil de sabor - 4 de 7)

Cervejas amargas e com lúpulo: as cervejas perfeitas para quem adora frutas secas, doces Werther’s Original, sabores ousados ​​e apenas uma pitada de sabores doces.

Por A comunidade da cerveja em 12 de abril de 2018

Tentando descobrir que tipo de cerveja você gosta? Talvez você & # 8217d aprecie uma cerveja maltada e doce!

Cervejas doces e maltadas são para quem gosta de sabores ousados. Estas são as cervejas perfeitas para estalar durante as épocas em que as folhas mudam de cor. Então, guarde suas cervejas de verão e estocar sua geladeira com cervejas doces e maltadas que vão fazer você se sentir aquecido por dentro em um dia fresco. Se você tem uma paixão por cervejas doces, escuras e saborosas, então estas são para você.

O que são cervejas maltadas?

Essas cervejas têm fortes sabores de malte. O paladar das cervejas maltadas pode ter vários níveis de doçura e notas de fundo de nozes, caramelo, toffee, pão e frutas escuras secas. As cervejas maltadas geralmente variam em cores do cobre claro ao marrom escuro. Eles podem ser leves a encorpados e de baixo a alto ABV%, dependendo da cervejaria e das preferências do fabricante.

Quais são as cervejas mais populares com sabor doce e maltado?

Os sabores maltados e doces na cerveja não são uma grande tendência na macro indústria da cerveja. A maioria das grandes cervejarias não tem os ingredientes ou tempo para se concentrar na criação de sabores fortes de malte em suas cervejas. No entanto, uma cerveja popular que é conhecida por ser considerada doce é a Newcastle Brown Ale.

Se você gosta de Newcastle Brown Ale, você gosta de uma cerveja que é considerada doce e maltada!

Newcastle Brown Ale é castanho-avermelhado com um sabor rico e encorpado e um final levemente adocicado. A receita foi desenvolvida pelo Coronel J. Porter, também conhecido como & # 8220The Original Dogwalker & # 8221, em 1927 em Newcastle, Inglaterra. Em Newcastle, Inglaterra, "Walking the Dog" é uma gíria de Geordie para ir ao bar para tomar uma Newcastle Brown Ale. É um pouco de código para usar quando você está procurando encontrar amigos e desfrutar de algumas canecas de Newcastle Brown Ale. Não se preocupe, você não precisa de um cachorro para saborear uma dessas cervejas doces e maltadas.

Quais estilos de cerveja são sabor & # 8220 doce e maltado & # 8221?

Embora as cervejas doces e maltadas compartilhem muitas características, elas também variam de maneiras diferentes. Muitos estilos diferentes de cerveja se enquadram no perfil de cerveja maltada e doce.

Tostado e Nutty:

As cervejas tostadas e com nozes combinam notas de leve crocância com sabores de malte bem ousados. As notas de torrada, noz, biscoito e graham são sempre fortes. Cervejas mais intensas e fortes às vezes mostram toques de frutas torradas ou secas como passas, figos e tâmaras.

Os tipos de cerveja que se enquadram nesta categoria maltada e doce incluem: Doppelbock, Dunkel Lager, Eisbock, English Brown Ale, English Mild, Schwarzbier

Sabores de frutas, caramelo e caramelo:

Embora essas cervejas tenham notas brilhantes de frutas secas, elas também carregam uma forte presença de malte. Aromas suaves de frutas equilibram os sabores de caramelo doce e toffee.

Combinações de alimentos para cervejas doces e maltadas:

Ao procurar alimentos para combinar com cervejas maltadas e doces, é importante destacar o perfil do malte. Vegetais de raiz, queijos fortes, sabores de tomate, carne de porco e carnes curadas são ótimas opções de combinação. Nosso favorito? Uma pizza havaiana, com queijo extra, é claro!

Se você está pensando: “Que tipo de cerveja devo beber?” ... Experimente uma cerveja maltada e doce!

Experimente essas cervejas maltadas e doces se quiser & # 8230

Se você está pronto para experimentar algumas cervejas maltadas e doces, você deve começar experimentando cervejas que tenham sabores semelhantes aos que você já sabe que adora.

Se você gosta de comer Werther & # 8217s Original aos poucos, experimente uma garrafa de Old Stock Ale da North Coast Brewing Company.

Se você é fã de frutas escuras como passas ou figos, você pode gostar de Oatmeal Raisin Cookie da Cigar City Brewing.

Mais cervejas maltadas e doces para experimentar:

Se você está lutando para encontrar a cerveja doce e maltada perfeita, deixe-nos ajudá-lo. Abaixo está uma lista de nossas cervejas doces e maltadas favoritas das cervejarias canadenses.

    & # 8211 Whistler Brewing Company (Whistler, BC) & # 8211 Brasserie Mille-Îles (Terrebonne, QC) & # 8211 Beau & # 8217s Brewing Company (Vankleek Hill, ON) Bière de Garde & # 8211 Granville Island Brewing (Vancouver, BC ) & # 8211 Banff Ave. Brewing Company (Banff, AB) & # 8211 Fort Garry Brewing (Winnipeg, MB) & # 8211 Blindman Brewing (Lacombe, AB) & # 8211 Nickel Brook Brewing Company (Burlington, ON) & # 8211 Trider & # 8217s Craft Beer (Amherst, NS) e # 8211 Amsterdam Brewing (Toronto, ON)

Encontre a cerveja certa para você! A JustBeer agrupou todos os estilos de cerveja em sete categorias principais de perfis de cerveja para ajudá-lo a encontrar cervejas com base nos sabores que você já conhece e adora.


Cervejas com gosto amargo e lúpulo (perfil de sabor - 2 de 7)

Cervejas Amargas e Lupuladas: As cervejas perfeitas para quem adora o sabor amargo do café preto ou de uma toranja forte.

Por A comunidade da cerveja em 03 de abril de 2019

Tentando descobrir que tipo de cerveja você gosta? Você pode desfrutar de uma cerveja lupulada e amarga!

Cervejas com lúpulo e amargas estão se tornando uma grande tendência na indústria de cerveja artesanal e parece que todas as cervejarias estão tentando produzir as cervejas com mais lúpulo que podem. Cervejas com lúpulo, como uma IPA forte, são um sabor obrigatório e muitas vezes são referidas a sabores como coentro - você ama ou odeia.

O que são as cervejas Hoppy & amp Bitter?

Embora as cervejas lupuladas e amargas usem o malte como base forte, é o lúpulo que aparece como o sabor dominante nessas cervejas. A adição generosa de lúpulo no processo de fermentação é o que dá a essas cervejas seu amargor.

Cervejas lupuladas e amargas podem variar de médio a encorpado, geralmente, sair em uma cor amarelo-ouro a marrom-âmbar.

É importante observar que só porque uma cerveja é considerada & # 8220hoppy & # 8221, nem sempre significa que terá um sabor amargo. Clique aqui para saber mais sobre as diferenças entre os termos & # 8220hoppy & # 8221 e & # 8220bitter & # 8221.

Quais são as cervejas mais populares com sabor lúpulo e amargo?

Com a popularidade do lúpulo e das cervejas, você provavelmente já encontrou alguns, mas tem medo de tentar. As cervejas lupuladas e amargas requerem um paladar específico e nem todos vão adorar. Uma cerveja popular que é conhecida por ser amarga é a Alexander Keith & # 8217s India Pale Ale.

Se você gosta de Ballast Point e # 8217s Sculpin IPA, você gosta de uma cerveja lupulada e amarga!

Este amplamente conhecido IPA está disponível em todo o país e também é um vencedor da medalha de ouro! Com o uso do lúpulo (que infundem sabores de damasco, pêssego, manga e limão) ainda embala um pouco da picada amarga, assim como o peixe Sculpin!

Quais estilos de cerveja são considerados “bitter & amp hoppy”?

Como há tantas variedades de lúpulo e maneiras de incorporá-los no processo de fabricação da cerveja, há muitas cervejas e estilos diferentes que podem ser classificados como amargos e lúpulos.

Malte Forward:

As cervejas que se enquadram nesta categoria de cervejas com lúpulo e amargas têm um corpo de malte mais cheio e ousado, em vez de um perfil super lupulado. Sabores de frutas com características semelhantes ao caramelo estão freqüentemente presentes. Em vez de no sabor e na sensação na boca das cervejas, as notas de lúpulo são mais vibrantes nos aromas da cerveja.

Os tipos de cerveja que se enquadram nessa categoria de lúpulo e amargo incluem: Amber Ale, American Barleywine, California Common, Imperial Red Ale

Seco e terroso:

As cervejas que se enquadram nesta categoria de cervejas com lúpulo e amargas têm um perfil de malte leve e geralmente vêm com um acabamento mais seco. O lúpulo usado no processo de fermentação confere sabores terrosos, gramíneos e amadeirados.

Os tipos de cerveja que se enquadram nesta categoria de lúpulo e amargo incluem: American IPA, Belgian IPA, English Bitter, English IPA, English Pale Ale

Sabores ousados, fortes, herbais, florais ou cítricos:

As cervejas que se enquadram nesta categoria de cervejas com lúpulo e amargas são ousadas e intensas. Os sabores fortes do lúpulo podem exalar notas cítricas, frutas tropicais e às vezes até florais. O aroma do lúpulo será a característica mais forte dessas cervejas.

Os tipos de cerveja que se enquadram nessa categoria de lúpulo e amargo incluem: American Pale Ale, Fresh Hop Ale, Imperial IPA

Combinações de alimentos para Hoppy & amp Bitter Brews

Hoppy e cervejas classificadas como amargas geralmente são combinadas com alimentos picantes. O lúpulo equilibra o tempero do seu prato. Combine cervejas com lúpulo com pratos mexicanos ou indianos picantes.

O lúpulo na cerveja também combina bem com alimentos gordurosos e ricos, como carnes gordurosas, frituras e queijos envelhecidos. O sabor da gordura acalma o sabor do lúpulo. Cervejas amargas e lupuladas são um ótimo complemento para qualquer tábua de charcutaria nos meses de inverno, ou um hambúrguer gorduroso com batatas fritas nos dias mais quentes.

Se você está pensando: “Que tipo de cerveja devo beber?” ... Experimente uma cerveja lupulada e amarga!

Hoppy & amp Bitter Beers que você precisa, experimente se quiser ...

Se você está pronto para experimentar algumas cervejas lupuladas ou amargas, deve começar experimentando cervejas que tenham sabores semelhantes aos que você já sabe que adora.

Se você gosta de couve de Bruxelas, você também pode gostar de Alexander Keith & # 8217s India Pale Ale.

Se você decidir beber seu café preto, experimente uma garrafa de Cold Brew IPA da Rogue.

Se uma toranja amarga é seu lanche favorito, você provavelmente gostará da CitruSinenis Pale Ale produzida pela Lagunitas Brewing Company.

Mais cervejas amargas e com lúpulo para experimentar:

Uma vez que as cervejas lupuladas e amargas se tornaram uma das maiores tendências na indústria da cerveja artesanal, há muito por onde escolher! Deixe-nos ajudá-lo limitando-o a algumas de nossas cervejas lupuladas e amargas favoritas, produzidas por cervejarias canadenses.


As principais tendências da cerveja artesanal para 2020

Taprooms Experienciais

Esteticamente, as choperias evoluíram muito como a terceira onda de café artesanal. Ninguém mais entra em um Starbucks maravilhado com o toldo verde e as placas de menu monocromáticas. Em 2019, as cervejarias transformaram seus espaços em hangouts com padrões perfeitos e artisticamente projetados, repletos de bugigangas peculiares e peças de conversa arquitetônicas.

Veja lugares como a Brewery Bhavana em Raleigh, NC, cujo mercado interno de flores é ladeado por um lindo restaurante e bar. Ou a recém-inaugurada Halfway Crooks (uma de nossas escolhas para as novas cervejarias de 2019) em Atlanta, GA. Esta nova choperia é acentuada por equipamentos de alta fidelidade, uma série de telas de vídeo e moletons que simplesmente dizem: “Lager, Lager, Lager, Lager”.

ATUALIZAR: O mundo da cerveja artesanal mudou da noite para o dia. Embora não possamos mais ficar em choperias no futuro próximo, ainda podemos continuar a comprar de nossas cervejarias favoritas e apoiar seus negócios! Marcas como Tavour tornam isso mais fácil. Eles entregarão cerveja de mais de 650 cervejarias e contando até a sua porta.

Tudo que você precisa fazer é baixar o aplicativo (Apple ou Google Play) para ver o menu atual, escolher as cervejas que você gostaria de experimentar e eles cuidarão do resto.

Crescendo Diversidade no Artesanato

As faces da cerveja artesanal estão mudando - e a indústria não poderia pedir uma reformulação melhor. Com o retorno de festivais como Fresh Fest e Beers With (out) Beards em 2019, cervejarias de todas as variedades estão mostrando o mundo que desejam.

Aumentar a diversidade é uma coisa boa, e estamos felizes por estar totalmente de acordo com essa tendência de cerveja artesanal de 2020. Vamos cuidar para que a fabricação de cerveja artesanal continue a se tornar o espaço mais inclusivo que precisa ser. Afinal, já era hora de todos ganharem seu quinhão dos holofotes.

& # 8212 Gray Van Dyke, Estagiário Editorial

Bebidas Alternativas

Cervejarias que fabricam apenas cerveja são coisa do passado. Hoje em dia, as choperias infantis descoladas enchem suas torneiras com cerveja excelente ao lado de seltzers duros e espumantes, grãos de café artesanais, sabores frutados de kombuchá e, muito provavelmente, algumas opções de bebidas não alcoólicas ou de baixo teor calórico. Você sabe o que eles dizem: “Variedade é o tempero da vida (de beber)”.

O Hop Culture até se juntou à tendência, lançando nosso próprio Hop Culture Coffee Club, que trará grãos de café de seis cervejarias diferentes, como Night Shift, Hoof Hearted, Trillium e muito mais, de todo o país, direto na sua porta. Nós também estamos aumentando nossa xícara de café da manhã Joe com algumas peças exclusivas de equipamento de café que juramos.

& # 8212 Grace Lee Weitz, Gerente de Parcerias

Foco em malte artesanal

Se o malte é uma batata, o lúpulo é sal. Claro, especiarias são sexy, mas elas não sobrevivem sozinhas. Isso é o que mais e mais cervejarias estão começando a perceber, especialmente conforme a indústria amadurece e as cervejarias encontram-se com tempo, energia e recursos para se concentrar na obtenção de TODOS os seus ingredientes crus & # 8212 não apenas os pequenos verdes que historicamente roubou o holofote. Em 2020, espera-se que mais agricultores americanos aumentem sua produção de malte e se preparem para a chegada de novos maltesadores que atendem especificamente ao artesanato.

Continuação da Lactose

Embora esperássemos (e não tão secretamente esperávamos) que 2019 trouxesse uma morte rápida e leitosa para a fermentação da lactose, estamos vendo-a presente nas cervejas agora mais do que nunca. Parece que em qualquer dia em que estamos tirando fotos, há uma oferta diferente tentando capitalizar a novidade - muitas vezes com resultados mistos. Alguns ainda nos fazem desejar que a lactose seja o mesmo que o normal, mas outros têm sido reconhecidamente mais bem-sucedidos (vivas, Commonwealth, Divine Barrel e Humble Sea).

Descobrimos que a lactose tende a funcionar melhor quando complementa sabores de frutas mais suaves em um ácido ou desempenha uma nota de fundo em uma cerveja preta, mas isso também é uma ladeira escorregadia que pode pegar iogurte rapidamente. Tendo provado que estávamos errados em 2019, a lactose vai durar mais? Quem pode dizer o que 2020 tem reservado para isso? Vamos apenas esperar que os cervejeiros não fiquem muito nostálgicos sobre a era passada do iogurte Trix.

Quer ver por que tanto barulho é a lactose? Prepare um Milkshake IPA para você mesmo em casa!

Cervejas Fresh Hop

É verdade que cervejas com lúpulo boas e bem feitas têm uma maneira de comunicar frescor. Também é verdade que, a partir de 2018, a área plantada com lúpulo dos EUA aumentou quase 80 por cento desde 2012 e a produção 77 por cento. O que essas estatísticas assustadoras significam? Maior acesso direto ao lúpulo para as cervejarias, o que significa que cervejeiros intrépidos e de trabalho rápido podem, em teoria, produzir mais cervejas de lúpulo frescas.

Já provou Sierra Nevada e # 8217s Celebration Ale? Se não, experimente e você saberá como as cervejas de lúpulo podem ser boas e você vai querer provar mais. Empresas como a Foam Brewers lançaram cervejas de lúpulo frescas locais em latas, por exemplo, para raves. Espere que as cervejarias tenham a sorte de estar perto de fazendas de lúpulo para fazer o mesmo.

Cervejas Rosé

É fácil descartar & # 8220 sim, rosé & # 8221 como no ano passado & # 8217s White Claw & # 8212 aquela coisa que você pode facilmente tirar sarro de que todos ao seu redor, incluindo seu irmão mais novo, estão bebendo. No que diz respeito às cervejarias, no entanto, acreditamos que o rosé será uma tendência de cerveja artesanal em 2020. Muitos fizeram sua própria opinião sobre o vinho rosa. Embora a maioria pareça uma maneira fácil de fazer com que seu amigo que só bebe pesadas tenha mais variedade, o rosé passou de tendência a robusto.

A Green Man Brewery atualmente tem um Persa Dry Rosé na torneira que & # 8217s tão crocante que você acha que está realmente bebendo vinho. Firestone Walker Brewing Company & # 8217s Rosalie é um híbrido de cerveja e vinho co-fermentado com Chardonnay e outras variedades de vinho de uva provenientes de vinhedos próximos à cervejaria da Califórnia Central. Não se trata apenas de tornar a cerveja rosa. Em vez disso, trata-se de brincar com o conceito de trabalhar com vinho e ao mesmo tempo fazer uma cerveja de verdade. Espere mais experimentação que certamente irá confundir sua língua no próximo ano.

& # 8212 Emily Krauser, contribuidora

Hard Seltzer

Por alguma razão, o tópico mais ridiculamente controverso na paisagem da cerveja artesanal tem sido a água com gás alcoólico. As vozes mais críticas parecem sentir que a soda cáustica é efeminada com o marketing de marcas para pessoas que procuram uma bebida menos calórica. (E, para ser justo, a contagem de calorias em seu azedo frutífero favorito provavelmente disparou.) E muitos temem que as cervejarias artesanais estejam simplesmente tentando lucrar com a mania.

Mas, as cervejarias são empresas. Se as pessoas estão comprando, você pode apostar que elas farão mais refrigerante. Nós vimos várias tentativas artísticas no estilo com um seltzer de sidra duro fantástico e adorável de Shacksbury e um seltzer não alcoólico envelhecido em barris de vinho do Vale de Hudson que era muito saboroso e refrescante. Eu, pelo menos, adoro soda sem álcool e, embora eu não esteja procurando por soda forte, aquela sidra forte (e a Wood Water do Vale do Hudson) estavam entre minhas bebidas favoritas do ano.

A categoria de seltzer duro ganhou importância econômica significativa para as marcas. Estamos apenas no auge do forte boom de seltzer e esperamos vê-lo continuar na mente dos que estão no setor. Mas, mais importante, esperamos que mais cervejarias artesanais se envolvam com o estilo. E, embora possa haver muitos ganhos de dinheiro, os verdadeiros inovadores (ou seja, Hudson Valley, Shacksbury, etc.) criarão produtos exclusivos e bem feitos.

& # 8212 John A. Paradiso, Editor Gerente

Lagers crescendo em estima

Era uma vez uma festa na casa de verão, minha mãe vasculhou minha geladeira procurando cerveja e não encontrou nada, apesar das prateleiras cheias de IPAs. & # 8220Você tem alguma cerveja que & # 8217s realmente cerveja? & # 8221 ela perguntou. Eu não. Mas avance alguns anos e enquanto IPAs variando de & # 8220refined & # 8221 a & # 8220bonkers & # 8221 permanecem reis, lagers suaves e crocantes estão ganhando seu devido lugar.

Talvez o domínio do IPA & # 8217s esteja diminuindo. Talvez os novatos em cerveja artesanal precisem de alternativas às malucas cervejas double dry-hop. Ou que ninguém pode beber IPA o tempo todo e há, de fato, ocasiões em que uma simples espuma gelada é tudo o que um entusiasta da cerveja precisa.

O mais provável, pensamos, é que os cervejeiros lager mais talentosos (Suarez, Live Oak, pFriem, Threes, etc.) tenham conquistado seguidores apaixonados e as pessoas estão ansiosas por suas cervejas. Seja qual for o caso, espere ver as lagers continuarem subindo na escada de popularidade entre os estilos de cerveja e ganharem maior estima entre os fãs de cerveja artesanal e até mesmo os cervejeiros caseiros. Aprenda a fazer sua própria cerveja favorita em casa.

Hazy IPAs, Dessert Stouts e Fruited Sours

Enquanto 2016, 2017 e até 2018 foram dominados pelo nebuloso IPA, mais dois estilos se juntaram à festa. O IPA não chegou a lugar nenhum, mas os gostos do consumidor mudaram para acomodar as azedas doces e as ricas stouts. A indústria percebeu isso. Gostem ou odeiem, os empresários mais experientes se interessam por todos os três, porque isso é o que vende e o dinheiro é rei, baby.

Gostou deste artigo? Assine nosso boletim informativo para ter a melhor redação em cerveja artesanal da web diretamente na sua caixa de entrada.


Hoppy vs. Bitter - Qual é a diferença?

Na indústria da cerveja artesanal, existem muitos termos que descrevem os sabores, aromas e aparência da cerveja. Os termos & # 8220hoppy & # 8221 e & # 8220bitter & # 8221 são freqüentemente usados ​​para descrever o sabor de uma cerveja. It is not uncommon to believe that if a beer is described as “hoppy”, it also means that the beer tastes “bitter”. This is not always the case. Continue reading to learn what these overused popular beer terms really mean and the differences between them so that you can impress your beer snob friends next time you’re describing a beer.

Understanding hops & what they do to beer:

Before we get into the term “hoppy” and what it really means when describing your beer, it is important to understand what the purpose of hops in beer is. Here are two important notes to remember about hops:

1. Every beer contains hops.
Hops are one of the main 4 ingredients used to brew beer. Just because a beer doesn’t taste “hoppy”, the beer was still brewed with hops. When thinking about hoppy beers, your mind probably goes straight to IPAs but Hefeweizens contain hops too, Sour Ales also contain hops, even Saisons have hops. Ok, you get the point.

2. Hops posso add bitterness, but that’s not all they do.
Hops do provide bitterness to beer. The level of bitterness in a beer can vary exponentially depending on the type of hop, and the amount of hops being used in the brewing process. Hops don’t always create bitterness. Hops can contribute different characteristics to your beer like aroma, flavour, etc. Without hops in your beer, the taste would be overly sweet. Hops help balance the sweetness and bitterness to create the perfect beer.

To learn more about hops, how they are used in the brewing process, and what they do to our beer, watch this video below!

Video: What are hops? – The Craft Beer Channel

What Does “Hoppy Beer” Really Mean?

Simply put, the term “hoppy” just means that you can taste, smell, or recognize the characteristics of the hops in your beer. Different hops can be earthy and piney, flowery, citrusy, fruity, etc. While some types of hops can give a bitter sense, it is not always the case. Hops in beer provide a flavour and those flavours can vary from beer to beer.

Lately, a new trend in the craft beer industry is disconnecting hops to the term “bitter”. Brewers are creating different brewing techniques, like adding large doses of hops late in the brewing process, a.k.a. “post-boil”, that purposely prevents hops from adding a bitter flavour to their beer.

What Does “Bitter Beer” Actually Mean?

“Bitter” simply means bitter. Bitter flavours in the same beer can vary between different people. It all depends on each person’s tastes and their sensitivity to bitter flavours. Bitterness in beer comes from an acid released from the hops, called Isohumulone. Isohumulone is a chemical compound that helps balance the sweetness from the malts and grains used in the brewing process.

While Keystone’s bitter beer commercial, made us think bitter beer was a bad thing, bitter beers are actually one of the modern craft beer industry’s biggest trends. Although not always 100% accurate, you can usually tell the bitterness of your beer even before you drink it! Check out the International Bitterness Units (IBU) number that is usually located on the beer bottle label or can. Can’t find it? Check out the brewer’s website or look it up right here on JustBeer. The IBU number determines how bitter a beer is. The lower the number, the less bitter the beer will be (and vice versa).


7 Great Pilsners to Try Right Now

For millions of drinkers around the world, the reliable, pale, light, yellow, fizzy, easy-drinking pilsner is simply synonymous with beer. According to the experts who run tours at the style’s purported birthplace, Pilsner Urquell, outside of Prague in the Czech Republic, 80% of the world’s beer production is pilsner.

For a long time, the style’s ubiquity and the dominance of macro pilsner brewers like Miller and Corona made pilsner the bane of beer nerds and the craft producers who woo them. The last thing the producers wanted to be was remotely comparable to Budweiser, which they see as essentially a lowbrow American take on Urquell, so they swung in the other direction toward big, bold, hoppy and cleverly flavored red ales, pale ales, amber ales, brown ales, stouts, IPAs, DIPAs and imperial IPAs.

It helped that startup craft operations could make nonlagers a lot more quickly and affordably—pilsners, a primary type of lager, take as many as four more weeks to make than ales—and with a lot less precision (the pilsner process is more technical in order to achieve the desired crispness and clarity). Various other flavor elements also cloak flaws in ales in ways lagers cannot.

On the Urquell tour, the precision is visual. The facility is spotless, and its huge and gleaming copper kettles almost glow. The kettles govern a slow, cold-fermented, closed-tank process with yeasts that feed on the bottom. That represents the key difference between lagers and ales. Instead of a slow, cold and closed process, ales are brewed faster—as quickly as two weeks—at room temperature, with open tanks where the yeasts convert sugars to alcohol at the top.

When Joseph Groll developed Urquell’s brewing system in 1842, it was unprecedented. Today, the Urquell recipe remains the same (and remains secret), and in a quiet corner at the end of 9 kilometers of fermentation cellars remains the only place Urquell can be tried unfiltered and unpasteurized, straight from the barrel. At the source, the samples taste a touch more complex, bitter and soft.

But that hasn’t stopped legion brewers from following Groll’s lead. Hundreds of them produce millions of gallons of pilsner every year, in a range of styles, including German (which leans more hop-forward), Japanese (often drier and super clean), Mexican (richer and fuller) and American (typically a little stronger, spicier, citric and creative).

The best news for pilsner lovers is that the craft community no longer scoffs at it. In fact, in United States craft beer circles, the style is flourishing with all sorts of fresh interpretations. Peter Licht has been tracking it closely. He’s the brewmaster at the popular San Jose, California, Hermitage Brewing Co., where he has been making pilsners for a quarter-century.

“There’s a really good reason that pilsners are the most popular in the world: It’s a great style of beer,” says Licht. “There was a dumbing-down of the style over the years so that they weren’t what they could be, but there’s a huge amount of room in the category that will satisfy [both] the masses and people who love fine beer.”

The Czech and German hallmarks—“established granddaddies,” in Licht parlance—will continue to please. But now that the pilsner mainstream stigma has faded, he adds, many of the most intriguing recipes are found across the U.S., and particularly in the West.

“Craft beer in America 30 years ago set itself up as different [from] the big beer brands because it had to carve out space that was opposite of what was there,” says Licht. “There was a reluctance to enter the space of the enemy—Bud, MillerCoors. Now, craft beer has been around long enough. Brewers don’t need to differentiate. They can do things they want to do.”

These are seven of the most exciting things brewers are doing in that vein, according to a panel of craft brewers and beverage directors, Licht included, and why they’re worth celebrating. Be warned, though: Many of these interesting brews from smaller breweries are available only regionally, and several are found almost exclusively at restaurants or bars. They’re all worth the extra effort to seek out.


  • Style: New England-style IPA
  • Brewery: WeldWerks Brewing Co. (Greeley, CO)

New England IPAs are known for their signature hazy color and fruity hop flavors/aromas while having subdued bitterness. It’s no wonder how WeldWerks got the name for their juice-like IPA!

Expect huge citrus and tropical fruit character from the Mosaic, Citra and El Dorado hop additions, balanced with a softer mouthfeel from the lower attenuation.


14 Low-Carb Beers That Won't Derail Your Keto Diet

Beers that are low in calories, carbs, and alcohol are having a serious moment. Chalk it up to the keto movement or the fact that beach bod season is right around the corner. Here are 15 super low-carb beers that won't totally derail your diet.

Carbs: 2 grams

Calories per 12 oz.: 90

This very low-carb ale from Devils Backbone is where a beer and a spritz meet. It&rsquos very light and bubbly with a burst of citrus&mdashyou can practically feel yourself saying &ldquoaaah&rdquo after a long sip now.

Carbs: 2.6 grams

Calories per 12 oz.: 90

Corona Premier is a classic choice that goes hand-in-hand with beach days. It&rsquos only fitting that such a perfect seaside brew won&rsquot hurt your beach bod ambitions. All you need to add is a lime.

BUY NOW Corona Premier, drizly.com

Carbs: 2.6 grams

Calories per 12 oz.: 95

You know about Michelob Ultra: It's super low-cal, low-carb approach is what's been inspiring other breweries to lighten up their own beers. Have you actually tried it, though? It&rsquos an easy-to-find, easy-to-drink option that&rsquos perfect for whiling away the afternoon. Plus, there a number of unique riffs on the original, like lime cactus, that have only a few more carbs.

BUY NOW Michelob Ultra, drizly.com

Carbs: 3 grams

Calories per 12 oz.: 98

IPA fans, don&rsquot despair. The extra hoppy style usually comes with higher calorie and carb counts, but Lagunitas has you covered. The DayTime IPA has all of the aroma and flavor of a heavy-hitter IPA, but it&rsquos lower in alcohol and all the health-sabotaging stuff. Plus its classic IPA bitterness is balanced by a smooth, refreshing quality.

BUY NOW Lagunitas DayTime IPA, drizly.com

Carbs: 3.1 grams

Calories per 12 oz.: 95

Shiner ups the flavor ante on the timeless lager with its Ruby Redbird, which has a kick of grapefruit. This beer is easy-drinking but full of tart, fruity flavor. It&rsquos especially rewarding on a hot day.

Carbs: 3.6 grams

Calories per 12 oz.: 95

Dogfish Head is a master of unique flavors and hoppy IPAs, so if anyone&rsquos going to make a diet-friendly beer that doesn&rsquot taste diet-friendly, it&rsquos them. The Slightly Mighty is a little bitter, a little sweet, and overall refreshing with a tropical twist&mdashall without scary calorie or carb counts.

Carbs: 3.9 grams

Calories per 12 oz.: 140

The brut IPA trend swings the style&rsquos pendulum from boozy and hazy to crisp and dry, and the result is the best of both worlds if you love beer and champagne. Ommegang&rsquos take is light in all the right ways they&rsquore not skimping on flavor or aroma, yet they&rsquove managed to keep carbs and calories in check.

BUY NOW Ommegang Brut IPA, drizly.com

Carbs: 4 grams

Calories per 12 oz.: 99

Pop open a bottle of this Kahana Blonde for a little taste of Hawaii. It's low calories, carbs, and ABV team up with its flavor&mdashlight, bright and smooth with some tropical juiciness from real mango&mdashto create a carefree vibe.

Carbs: 4.2 grams

Calories per 12 oz.: 99

Deschutes has subtly updated the quintessential pilsner with a little extra bubbliness, a little extra citrus, and a little extra toastiness. Da Shootz! is the perfect amount of complex and very sessionable, meaning you can enjoy a few with friends.

Carbs: 4.8 grams

Calories per 12 oz.: 183

Allagash Brewing Co. is known for its expert rendition of the saison. A saison is a Belgian beer style known for being very carbonated and crisp, with a subtle hop and notes of citrus and pepper from the yeast. This all translates to a lot of flavor and, in Allagash&rsquos case, not a lot of calories or carbs.

Carbs: 5 grams

Calories per 12 oz.: 150

BrewDog&rsquos Vagabond balances a little bitterness (classic for the style) with the caramel sweetness of its malt plus some tropical fruit flavors and a burst of hoppiness. In addition to its low carb and calorie counts, this pale ale is gluten-free.

Carbs: 5 grams

Calories per 12 oz.: 152

For another take on the trendy brut IPA style, look to Four Peaks. This version mimics extra-dry champagne and does so with lots of fruity flavors like mixed berries and melon. The overall finish is like a crisp white wine with a hoppy slant.

Carbs: 5.85 grams

Calories per 12 oz.: 99

This ale from Lakefront Brewery deserves a spot in your rotation thanks to its unique flavor. It&rsquos a super light and easy-drinking beer brewed with green and oolong teas plus Lemondrop hops. All that gives it a complex range of fragrant aroma and flavor notes.

Carbs: 10 grams

Calories per 12 oz.: 120

While Harpoon&rsquos Rec. League clocks in at 10 grams of carbohydrates, it&rsquos worth adding to your health-conscious beer repertoire because of all its other benefits. Consider this: It's low in calories, low in alcohol, and a deliciously refreshing, hoppy and hazy pale ale. There's more: Rec. League is made with buckwheat kasha for vitamin B and minerals, chia seeds for fiber and antioxidants, and Mediterranean sea salt for electrolytes, making this beer great for kicking back after a workout.


Assista o vídeo: Santa Catarina é destaque na produção de cervejas artesanais (Novembro 2021).