Receitas de coquetéis, destilados e bares locais

Jogue fora o lixo com essas guloseimas de churrasco que ainda trazem muito pop

Jogue fora o lixo com essas guloseimas de churrasco que ainda trazem muito pop

Aqueles produtos básicos do churrasco de verão - pães, batata frita, álcool e hambúrgueres - não precisam deixá-lo se sentindo empanturrado e inchado. Aqui estão algumas maneiras de adicionar ofertas saudáveis ​​à mesa e, ao mesmo tempo, manter festivas as reuniões de quintal.

Pãezinhos mais finos e saudáveis

Os finos pãezinhos One Bun Multi Grain Thin Sandwich da Ozery Bakery são uma opção mais nutritiva do que os pães de hambúrguer brancos regulares, com ingredientes como semente de linho esmagada, trigo rachado, farinha de milho e sementes de girassol. Apesar de suas dimensões menores, eles são capazes de segurar um hambúrguer com todos os enfeites.

"Pegamos os ingredientes integrais que amamos e trabalhamos com um perfil de sabor que é uma combinação de sabor e saúde", disse Guy Ozery, coproprietário da Ozery Bakery, com sede em Toronto. "E as fatias finas fazem o que quer que esteja entre a estrela."

Info: US $ 3,99 no Sprouts Farmers Market, Whole Foods Market, ozerybakery.com

Hambúrgueres veganos de primeira

Para o vegano / vegetariano em sua festa de quintal: Qrunch Organics faz um hambúrguer de quinoa e milho com cebola, brócolis, espinafre e cenoura que também é sem glúten. Heather Collins, a diretora de marketing e comunicações da empresa com sede em Denver, disse que os hambúrgueres são "uma tela em branco ... adicione sua cobertura favorita (para) um produto vegetal que seja fácil de fazer".

Jogue na grelha como qualquer outra coisa ou leve ao forno. O hambúrguer Qrunch vem nos sabores Original, Spicy Italian, Green Chili e Saucy Buffalo-Style, com 100 a 140 calorias por hambúrguer.

Info: US $ 4,99 por caixa de quatro, em Sprouts Farmers Markets, Whole Foods Market e Gelson's, qrunchfoods.com


13 mudanças simples que levam a uma grande perda de peso

Como os fiapos de um suéter preto, alimentos e lanches não saudáveis ​​podem se acumular em sua casa sem que você perceba.

Torta da venda de bolos da igreja, pipoca de caramelo dos escoteiros, um pãozinho de kraut da mamãe. E antes que você perceba, você está colocando-o na boca. Comece a semana de trabalho do zero, dedicando alguns minutos para livrar sua cozinha de lixo e sacudir os stroopwafels da companhia aérea para fora de sua pasta.

"É incrível a quantidade de comida que pode entrar", disse Hassink. Se você não tiver coragem de jogar o prato exclusivo da mamãe, divida-o em porções menores para congelar e reaquecer mais tarde. E não compre mais sacolas para cachorros em restaurantes, a menos que elas sejam realmente para o seu cachorro. Matt Rourke Mostrar mais Mostrar menos

2 de 20 2. Reduza sua mídia social & # 8220feed. & # 8221

O Facebook também pode estar enchendo você de forma insidiosa. Se certos amigos e familiares estão constantemente compartilhando vídeos de comida e receitas decadentes, suas postagens podem estar engordando seu espaço.

& # 8220 Quanto tempo você gasta nessas postagens? Observe se sentir fome só de olhar para eles & # 8221 Hassink disse.

Se estiver, esconda, adie ou deixe de seguir os piores criminosos. Da mesma forma, troque todas as cervejarias artesanais e churrasqueiras que você segue por sites que oferecem reforço positivo, como relatos de alimentação saudável.

4 de 20 3. Ajuste sua lista de compras.

Uma crença comum é que uma alimentação saudável custa muito. Não é verdade, diz o Dr. Adam Drewnowski, diretor do Centro de Nutrição em Saúde Pública da Universidade de Washington.

A pesquisa mostra que as dietas mais saudáveis ​​& # 8212 aquelas ricas em frutas, vegetais, peixes e nozes & # 8212 custam apenas $ 1,56 a mais por dia (isso & # 8217s $ 10,92 por semana) do que as dietas menos saudáveis ​​& # 8212 alimentos processados ​​e carnes, refinados grãos.

Na verdade, abastecer seu mundo com escolhas nutritivas não precisa custar nada a mais. Troque os 10 dólares que você está gastando atualmente em frios, pão e batatas fritas por meio quilo de morangos frescos ($ 3,99), um abacate ($ 1,50), um saco de alface ($ 2,60) e dois recipientes de iogurte grego ($ 1 cada).

Drewnowski chama isso de & # 8220 intervenção econômica & # 8221 um gasto consciente de US $ 1,56 por dia em alimentos saudáveis, em vez de engordantes, cheios de carboidratos, que compensarão com a perda gradual de peso. Mostrar mais Mostrar menos

4. Declare guerra a uma junk food a cada mês.

5. Ao viajar, reserve um quarto em uma parte da cidade onde não haja pedestres.

Esteja você na estrada a negócios ou férias, você fará mais exercícios e queimará mais calorias se pular o aluguel de carro e se hospedar em um hotel ou Airbnb no centro da cidade, onde poderá caminhar com segurança para qualquer lugar.

6. Ligue para o help desk do hotel.

7. Alugando um carro? Vá compacto.

8. Nunca deixe sua geladeira ficar vazia.

9. Mude seu trajeto.

Se você costuma sucumbir à tentação e parar para, digamos, um Grande Caffè Mocha no Starbucks a caminho do trabalho, considere mudar seu trajeto. Essa bebida, mesmo quando feita com 2% de leite, tem 360 calorias, 15 gramas de gordura, 44 gramas de carboidratos e 35 gramas de açúcar.

Adicione um muffin de mirtilo e você acaba de transformar o café da manhã em uma bomba intestinal. Manter sua criptonita fora de vista tornará menos conveniente puxá-la e se deliciar com ela.

Yi-Chin Lee, fotógrafo do Houston Chronicle / Staff Mostrar mais Mostrar menos

10. Certifique-se de que você está seguro neste momento perigoso.

Especificamente, uma ou duas horas após o término do trabalho e antes do início do jantar é um ponto fraco para muitos, disse Simon. Certifique-se de que você não esteja nem perto de um happy hour com aperitivos grátis ou uma barraca de sorvete com drive-thru nesses horários. Guarde sua barra de proteína favorita em seu carro ou bolsa em caso de emergência.

11. Controle dos pais você mesmo.

12. Encontre um restaurante & # 8220safety & # 8221.

13. Gerenciar o estoque de doces.

Para evitar roubar cestas de Páscoa ou guloseimas de Halloween, compre doces apenas um dia antes do feriado. Compre apenas o necessário e, em seguida, livre-se imediatamente das sobras. Quanto menos tempo os doces permanecem em casa, menos provável que você os coma.

E, acima de tudo, nunca se voluntarie para ser o pai que empresta sua garagem para a tropa de escoteiras para armazenamento de biscoitos. Ninguém precisa de uma garagem literal de tentação.

A Dra. Sandra Hassink estuda a obesidade infantil há mais de 30 anos. E a coisa mais importante que ela aprendeu & mdash aplicável a crianças e adultos & mdash é isto: & ldquoToda a força de vontade do mundo & rdquo, diz ela, & ldquocan & rsquot superar um ambiente obesogênico. "

Em outras palavras, para perder peso e mantê-lo baixo, você precisa ajustar o seu mundo para que ele não o tente constantemente. Em vez de se colocar em uma dieta, coloque seu ambiente em uma.

& ldquoVocê pode & rsquot tomar boas decisões de saúde se seu ambiente está sempre trabalhando contra você, porque então você tem que estar alerta 24-7 & rdquo, disse Hassink, fundador da Clínica de Controle de Peso Nemours em Wilmington, Delaware. & ldquoVocê fica cansado. Coisas surgem. É difícil não criar um ambiente saudável em primeiro lugar. & Rdquo

Com a ajuda de Hassink e outros especialistas em controle de peso, vamos começar a tornar o seu mundo à prova de gordura.

Fique por dentro: fique por dentro do que está acontecendo em Houston. De esportes a notícias e entretenimento, confira os boletins que oferecemos.


13 mudanças simples que levam a uma grande perda de peso

Como os fiapos de um suéter preto, alimentos e lanches não saudáveis ​​podem se acumular em sua casa sem que você perceba.

Torta da venda de bolos da igreja, pipoca de caramelo dos escoteiros, um pãozinho de kraut da mamãe. E antes que você perceba, você está colocando-o na boca. Comece a semana de trabalho do zero, dedicando alguns minutos para livrar sua cozinha de lixo e sacudir os stroopwafels da companhia aérea para fora de sua pasta.

"É incrível a quantidade de comida que pode entrar", disse Hassink. Se você não tiver coragem de jogar o prato exclusivo da mamãe, divida-o em porções menores para congelar e reaquecer mais tarde. E não compre mais sacolas para cachorros em restaurantes, a menos que elas sejam realmente para o seu cachorro. Matt Rourke Mostrar mais Mostrar menos

2 de 20 2. Reduza sua mídia social & # 8220feed. & # 8221

O Facebook também pode estar enchendo você de forma insidiosa. Se certos amigos e familiares estão constantemente compartilhando vídeos de comida e receitas decadentes, suas postagens podem estar engordando seu espaço.

& # 8220 Quanto tempo você gasta nessas postagens? Observe se sentir fome só de olhar para eles & # 8221 Hassink disse.

Se estiver, esconda, adie ou deixe de seguir os piores criminosos. Da mesma forma, troque todas as cervejarias artesanais e churrasqueiras que você segue por sites que oferecem reforço positivo, como relatos de alimentação saudável.

4 de 20 3. Ajuste sua lista de compras.

Uma crença comum é que uma alimentação saudável custa muito. Não é verdade, diz o Dr. Adam Drewnowski, diretor do Centro de Nutrição em Saúde Pública da Universidade de Washington.

A pesquisa mostra que as dietas mais saudáveis ​​& # 8212 aquelas ricas em frutas, vegetais, peixes e nozes & # 8212 custam apenas $ 1,56 a mais por dia (isso & # 8217s $ 10,92 por semana) do que as dietas menos saudáveis ​​& # 8212 alimentos processados ​​e carnes, refinados grãos.

Na verdade, abastecer seu mundo com escolhas nutritivas não precisa custar nada a mais. Troque os 10 dólares que você está gastando atualmente em frios, pão e batatas fritas por meio quilo de morangos frescos ($ 3,99), um abacate ($ 1,50), um saco de alface ($ 2,60) e dois recipientes de iogurte grego ($ 1 cada).

Drewnowski chama isso de & # 8220 intervenção econômica & # 8221 um gasto consciente de US $ 1,56 por dia em alimentos saudáveis, em vez de engordantes, cheios de carboidratos, que compensarão com a perda gradual de peso. Mostrar mais Mostrar menos

4. Declare guerra a uma junk food a cada mês.

5. Ao viajar, reserve um quarto em uma parte da cidade onde não haja pedestres.

Esteja você viajando a negócios ou férias, você fará mais exercícios e queimará mais calorias se pular o aluguel de carro e se hospedar em um hotel ou Airbnb no centro da cidade, onde poderá caminhar com segurança para qualquer lugar.

6. Ligue para o help desk do hotel.

7. Alugando um carro? Vá compacto.

8. Nunca deixe sua geladeira ficar vazia.

9. Mude seu trajeto.

Se você costuma sucumbir à tentação e parar para, digamos, um Grande Caffè Mocha no Starbucks a caminho do trabalho, considere mudar sua rota. Essa bebida, mesmo quando feita com 2% de leite, tem 360 calorias, 15 gramas de gordura, 44 gramas de carboidratos e 35 gramas de açúcar.

Adicione um muffin de mirtilo e você acaba de transformar o café da manhã em uma bomba intestinal. Manter sua criptonita fora de vista tornará menos conveniente puxá-la e se deliciar com ela.

Yi-Chin Lee, fotógrafo do Houston Chronicle / Staff Mostrar mais Mostrar menos

10. Certifique-se de que você está seguro neste momento perigoso.

Especificamente, uma ou duas horas após o término do trabalho e antes do início do jantar é um ponto fraco para muitos, disse Simon. Certifique-se de que você não esteja nem perto de um happy hour com aperitivos grátis ou uma barraca de sorvete com drive-thru nesses horários. Guarde sua barra de proteína favorita em seu carro ou bolsa em caso de emergência.

11. Controle dos pais você mesmo.

12. Encontre um restaurante & # 8220safety & # 8221.

13. Gerenciar o estoque de doces.

Para evitar roubar cestas de Páscoa ou guloseimas de Halloween, compre doces apenas um dia antes do feriado. Compre apenas o necessário e, em seguida, livre-se imediatamente das sobras. Quanto menos tempo os doces permanecem em casa, menos provável que você os coma.

E, acima de tudo, nunca se voluntarie para ser o pai que empresta sua garagem para a tropa de escoteiras para armazenamento de biscoitos. Ninguém precisa de uma garagem literal de tentação.

A Dra. Sandra Hassink estuda a obesidade infantil há mais de 30 anos. E a coisa mais importante que ela aprendeu & mdash aplicável a crianças e adultos & mdash é isto: & ldquoToda a força de vontade do mundo & rdquo, diz ela, & ldquocan & rsquot superar um ambiente obesogênico. "

Em outras palavras, para perder peso e mantê-lo baixo, você precisa ajustar o seu mundo para que ele não o tente constantemente. Em vez de se colocar em uma dieta, coloque seu ambiente em uma.

& ldquoVocê pode & rsquot tomar boas decisões de saúde se seu ambiente está sempre trabalhando contra você, porque então você tem que estar alerta 24-7 & rdquo, disse Hassink, fundador da Clínica de Controle de Peso Nemours em Wilmington, Delaware. & ldquoVocê fica cansado. Coisas surgem. É difícil não criar um ambiente saudável em primeiro lugar. & Rdquo

Com a ajuda de Hassink e outros especialistas em controle de peso, vamos começar a tornar o seu mundo à prova de gordura.

Fique por dentro: fique por dentro do que está acontecendo em Houston. De esportes a notícias e entretenimento, confira os boletins que oferecemos.


13 mudanças simples que levam a uma grande perda de peso

Como os fiapos de um suéter preto, alimentos e lanches não saudáveis ​​podem se acumular em sua casa sem que você perceba.

Torta da venda de bolos da igreja, pipoca de caramelo dos escoteiros, um pãozinho de kraut da mamãe. E antes que você perceba, você está colocando-o na boca. Comece a semana de trabalho do zero, dedicando alguns minutos para livrar sua cozinha de lixo e sacudir os stroopwafels da companhia aérea para fora de sua pasta.

"É incrível a quantidade de comida que pode entrar", disse Hassink. Se você não tiver coragem de jogar o prato exclusivo da mamãe, divida-o em porções menores para congelar e reaquecer mais tarde. E não compre mais sacolas para cachorros em restaurantes, a menos que elas sejam realmente para o seu cachorro. Matt Rourke Mostrar mais Mostrar menos

2 de 20 2. Reduza sua mídia social & # 8220feed. & # 8221

O Facebook também pode estar enchendo você de forma insidiosa. Se certos amigos e familiares estão constantemente compartilhando vídeos de comida e receitas decadentes, suas postagens podem estar engordando seu espaço.

& # 8220 Quanto tempo você gasta nessas postagens? Observe se sentir fome só de olhar para eles & # 8221 Hassink disse.

Se estiver, esconda, adie ou deixe de seguir os piores criminosos. Da mesma forma, troque todas as cervejarias artesanais e churrasqueiras que você segue por sites que oferecem reforço positivo, como relatos de alimentação saudável.

4 de 20 3. Ajuste sua lista de compras.

Uma crença comum é que uma alimentação saudável custa muito. Não é verdade, diz o Dr. Adam Drewnowski, diretor do Centro de Nutrição em Saúde Pública da Universidade de Washington.

A pesquisa mostra que as dietas mais saudáveis ​​& # 8212 aquelas ricas em frutas, vegetais, peixes e nozes & # 8212 custam apenas $ 1,56 a mais por dia (isso & # 8217s $ 10,92 por semana) do que as dietas menos saudáveis ​​& # 8212 alimentos processados ​​e carnes, refinados grãos.

Na verdade, abastecer seu mundo com escolhas nutritivas não precisa custar nada a mais. Troque os 10 dólares que você está gastando atualmente em frios, pão e batatas fritas por meio quilo de morangos frescos (US $ 3,99), um abacate (US $ 1,50), um saco de alface (US $ 2,60) e dois potes de iogurte grego (US $ 1 cada).

Drewnowski chama isso de & # 8220 intervenção econômica & # 8221 um gasto consciente de US $ 1,56 por dia em alimentos saudáveis, em vez de engordantes, cheios de carboidratos, que compensarão com a perda gradual de peso. Mostrar mais Mostrar menos

4. Declare guerra a uma junk food a cada mês.

5. Ao viajar, reserve um quarto em uma parte da cidade onde não haja pedestres.

Esteja você viajando a negócios ou férias, você fará mais exercícios e queimará mais calorias se pular o aluguel de carro e se hospedar em um hotel ou Airbnb no centro da cidade, onde poderá caminhar com segurança para qualquer lugar.

6. Ligue para o help desk do hotel.

7. Alugando um carro? Vá compacto.

8. Nunca deixe sua geladeira ficar vazia.

9. Mude seu trajeto.

Se você costuma sucumbir à tentação e parar para, digamos, um Grande Caffè Mocha no Starbucks a caminho do trabalho, considere mudar seu trajeto. Essa bebida, mesmo quando feita com 2% de leite, tem 360 calorias, 15 gramas de gordura, 44 gramas de carboidratos e 35 gramas de açúcar.

Adicione um muffin de mirtilo e você acaba de transformar o café da manhã em uma bomba intestinal. Manter sua criptonita fora de vista tornará menos conveniente puxá-la e se deliciar com ela.

Yi-Chin Lee, fotógrafo do Houston Chronicle / Staff Mostrar mais Mostrar menos

10. Certifique-se de que você está seguro neste momento perigoso.

Especificamente, uma ou duas horas após o término do trabalho e antes do início do jantar é um ponto fraco para muitos, disse Simon. Certifique-se de que você não esteja nem perto de um happy hour com aperitivos grátis ou uma barraca de sorvete com drive-thru nesses horários. Guarde sua barra de proteína favorita em seu carro ou bolsa em caso de emergência.

11. Controle dos pais você mesmo.

12. Encontre um restaurante & # 8220safety & # 8221.

13. Gerenciar o estoque de doces.

Para evitar roubar cestas de Páscoa ou guloseimas de Halloween, compre doces apenas um dia antes do feriado. Compre apenas o necessário e, em seguida, livre-se imediatamente das sobras. Quanto menos tempo os doces permanecem em casa, menos provável que você os coma.

E, acima de tudo, nunca se voluntarie para ser o pai que empresta sua garagem para a tropa de escoteiras para armazenamento de biscoitos. Ninguém precisa de uma garagem literal de tentação.

A Dra. Sandra Hassink estuda a obesidade infantil há mais de 30 anos. E a coisa mais importante que ela aprendeu & mdash aplicável a crianças e adultos & mdash é isto: & ldquoToda a força de vontade do mundo & rdquo, ela diz, & ldquocan & rsquot superar um ambiente obesogênico. "

Em outras palavras, para perder peso e mantê-lo baixo, você precisa ajustar o seu mundo para que ele não o tente constantemente. Em vez de se colocar em uma dieta, coloque seu ambiente em uma.

& ldquoVocê pode & rsquot tomar boas decisões de saúde se seu ambiente está sempre trabalhando contra você, porque então você tem que estar alerta 24-7 & rdquo, disse Hassink, fundador da Clínica de Controle de Peso Nemours em Wilmington, Delaware. & ldquoVocê fica cansado. Coisas surgem. É difícil não criar um ambiente saudável em primeiro lugar. & Rdquo

Com a ajuda de Hassink e outros especialistas em controle de peso, vamos começar a tornar o seu mundo à prova de gordura.

Fique por dentro: fique por dentro do que está acontecendo em Houston. De esportes a notícias e entretenimento, confira os boletins que oferecemos.


13 mudanças simples que levam a uma grande perda de peso

Como os fiapos de um suéter preto, alimentos e lanches não saudáveis ​​podem se acumular em sua casa sem que você perceba.

Torta da venda de bolos da igreja, pipoca de caramelo dos escoteiros, um pãozinho de kraut da mamãe. E antes que você perceba, você está colocando-o na boca. Comece a semana de trabalho do zero, dedicando alguns minutos para livrar sua cozinha de lixo e sacudir os stroopwafels da companhia aérea para fora de sua pasta.

"É incrível a quantidade de comida que pode entrar", disse Hassink. Se você não tiver coragem de jogar o prato exclusivo da mamãe, divida-o em porções menores para congelar e reaquecer mais tarde. E não compre mais sacolas para cachorros em restaurantes, a menos que elas sejam realmente para o seu cachorro. Matt Rourke Mostrar mais Mostrar menos

2 de 20 2. Reduza sua mídia social & # 8220feed. & # 8221

O Facebook também pode estar enchendo você de forma insidiosa. Se certos amigos e familiares estão constantemente compartilhando vídeos de comida e receitas decadentes, suas postagens podem estar engordando seu espaço.

& # 8220 Quanto tempo você gasta nessas postagens? Observe se ficar com fome só de olhar para eles & # 8221 Hassink disse.

Se estiver, esconda, adie ou deixe de seguir os piores criminosos. Da mesma forma, troque todas as cervejarias artesanais e churrasqueiras que você segue por sites que oferecem reforço positivo, como relatos de alimentação saudável.

4 de 20 3. Ajuste sua lista de compras.

Uma crença comum é que uma alimentação saudável custa muito. Não é verdade, diz o Dr. Adam Drewnowski, diretor do Centro de Nutrição em Saúde Pública da Universidade de Washington.

A pesquisa mostra que as dietas mais saudáveis ​​& # 8212 aquelas ricas em frutas, vegetais, peixes e nozes & # 8212 custam apenas $ 1,56 a mais por dia (isso & # 8217s $ 10,92 por semana) do que as dietas menos saudáveis ​​& # 8212 alimentos processados ​​e carnes, refinados grãos.

Na verdade, abastecer seu mundo com escolhas nutritivas não precisa custar nada a mais. Troque os 10 dólares que você está gastando atualmente em frios, pão e batatas fritas por meio quilo de morangos frescos ($ 3,99), um abacate ($ 1,50), um saco de alface ($ 2,60) e dois recipientes de iogurte grego ($ 1 cada).

Drewnowski chama isso de & # 8220 intervenção econômica & # 8221 um gasto consciente de US $ 1,56 por dia em alimentos saudáveis, em vez de engordantes, cheios de carboidratos, que compensarão com a perda gradual de peso. Mostrar mais Mostrar menos

4. Declare guerra a uma junk food a cada mês.

5. Ao viajar, reserve um quarto em uma parte da cidade onde não haja pedestres.

Esteja você viajando a negócios ou férias, você fará mais exercícios e queimará mais calorias se pular o aluguel de carro e se hospedar em um hotel ou Airbnb no centro da cidade, onde poderá caminhar com segurança para qualquer lugar.

6. Ligue para o help desk do hotel.

7. Alugando um carro? Vá compacto.

8. Nunca deixe sua geladeira ficar vazia.

9. Mude seu trajeto.

Se você costuma sucumbir à tentação e parar para, digamos, um Grande Caffè Mocha no Starbucks a caminho do trabalho, considere mudar sua rota. Essa bebida, mesmo quando feita com 2% de leite, tem 360 calorias, 15 gramas de gordura, 44 gramas de carboidratos e 35 gramas de açúcar.

Adicione um muffin de mirtilo e você acaba de transformar o café da manhã em uma bomba intestinal. Manter sua criptonita fora de vista tornará menos conveniente puxá-la e se deliciar com ela.

Yi-Chin Lee, fotógrafo do Houston Chronicle / Staff Mostrar mais Mostrar menos

10. Certifique-se de que você está seguro neste momento perigoso.

Especificamente, uma ou duas horas após o término do trabalho e antes do início do jantar é um ponto fraco para muitos, disse Simon. Certifique-se de que você não esteja nem perto de um happy hour com aperitivos grátis ou uma barraca de sorvete com drive-thru nesses horários. Guarde sua barra de proteína favorita em seu carro ou bolsa em caso de emergência.

11. Controle dos pais você mesmo.

12. Encontre um restaurante & # 8220safety & # 8221.

13. Gerenciar o estoque de doces.

Para evitar roubar cestas de Páscoa ou guloseimas de Halloween, compre doces apenas um dia antes do feriado. Compre apenas o necessário e, em seguida, livre-se imediatamente das sobras. Quanto menos tempo os doces permanecem em casa, menos provável que você os coma.

E, acima de tudo, nunca se voluntarie para ser o pai que empresta sua garagem para a tropa de escoteiras para armazenamento de biscoitos. Ninguém precisa de uma garagem literal de tentação.

A Dra. Sandra Hassink estuda a obesidade infantil há mais de 30 anos. E a coisa mais importante que ela aprendeu & mdash aplicável a crianças e adultos & mdash é isto: & ldquoToda a força de vontade do mundo & rdquo, diz ela, & ldquocan & rsquot superar um ambiente obesogênico. "

Em outras palavras, para perder peso e mantê-lo fora, você precisa ajustar o seu mundo para que ele não o tente constantemente. Em vez de se colocar em uma dieta, coloque seu ambiente em uma.

& ldquoVocê pode tomar boas decisões de saúde se seu ambiente está sempre trabalhando contra você, porque então você tem que estar alerta 24-7 & rdquo, disse Hassink, fundador da Clínica de Controle de Peso Nemours em Wilmington, Delaware. & ldquoVocê fica cansado. Coisas surgem. É difícil não criar um ambiente saudável em primeiro lugar. & Rdquo

Com a ajuda de Hassink e outros especialistas em controle de peso, vamos começar a tornar o seu mundo à prova de gordura.

Fique por dentro: fique por dentro do que está acontecendo em Houston. De esportes a notícias e entretenimento, confira os boletins que oferecemos.


13 mudanças simples que levam a uma grande perda de peso

Como os fiapos de um suéter preto, alimentos e lanches não saudáveis ​​podem se acumular em sua casa sem que você perceba.

Torta da venda de bolos da igreja, pipoca de caramelo dos escoteiros, um pãozinho de kraut da mamãe. E antes que você perceba, você está colocando-o na boca. Comece a semana de trabalho do zero, dedicando alguns minutos para livrar a cozinha da porcaria e sacudir os stroopwafels da companhia aérea para fora da pasta.

"É incrível a quantidade de comida que pode entrar", disse Hassink. Se você não tiver coragem de jogar o prato exclusivo da mamãe, divida-o em porções menores para congelar e reaquecer mais tarde. E não compre mais sacolas para cachorros em restaurantes, a menos que elas sejam realmente para o seu cachorro. Matt Rourke Mostrar mais Mostrar menos

2 de 20 2. Reduza sua mídia social & # 8220feed. & # 8221

O Facebook também pode estar enchendo você de forma insidiosa. Se certos amigos e familiares estão constantemente compartilhando vídeos de comida e receitas decadentes, suas postagens podem estar engordando seu espaço.

& # 8220 Quanto tempo você gasta nessas postagens? Observe se sentir fome só de olhar para eles & # 8221 Hassink disse.

Se estiver, esconda, adie ou deixe de seguir os piores criminosos. Da mesma forma, troque todas as cervejarias artesanais e churrasqueiras que você segue por sites que oferecem reforço positivo, como relatos de alimentação saudável.

4 de 20 3. Ajuste sua lista de compras.

Uma crença comum é que uma alimentação saudável custa muito. Não é verdade, diz o Dr. Adam Drewnowski, diretor do Centro de Nutrição em Saúde Pública da Universidade de Washington.

A pesquisa mostra que as dietas mais saudáveis ​​& # 8212 aquelas ricas em frutas, vegetais, peixes e nozes & # 8212 custam apenas $ 1,56 a mais por dia (isso & # 8217s $ 10,92 por semana) do que as dietas menos saudáveis ​​& # 8212 alimentos processados ​​e carnes, refinados grãos.

Na verdade, abastecer seu mundo com escolhas nutritivas não precisa custar nada a mais. Troque os 10 dólares que você está gastando atualmente em frios, pão e batatas fritas por meio quilo de morangos frescos (US $ 3,99), um abacate (US $ 1,50), um saco de alface (US $ 2,60) e dois potes de iogurte grego (US $ 1 cada).

Drewnowski chama isso de & # 8220 intervenção econômica & # 8221 um gasto consciente de US $ 1,56 por dia em alimentos saudáveis, em vez de engordantes, cheios de carboidratos, que compensarão com a perda gradual de peso. Mostrar mais Mostrar menos

4. Declare guerra a uma junk food a cada mês.

5. Ao viajar, reserve um quarto em uma parte da cidade onde não haja pedestres.

Esteja você viajando a negócios ou férias, você fará mais exercícios e queimará mais calorias se pular o aluguel de carro e se hospedar em um hotel ou Airbnb no centro da cidade, onde poderá caminhar com segurança para qualquer lugar.

6. Ligue para o help desk do hotel.

7. Alugando um carro? Vá compacto.

8. Nunca deixe sua geladeira ficar vazia.

9. Mude seu trajeto.

Se você costuma sucumbir à tentação e parar para, digamos, um Grande Caffè Mocha no Starbucks a caminho do trabalho, considere mudar sua rota. Essa bebida, mesmo quando feita com 2% de leite, tem 360 calorias, 15 gramas de gordura, 44 gramas de carboidratos e 35 gramas de açúcar.

Adicione um muffin de mirtilo e você acaba de transformar o café da manhã em uma bomba intestinal. Manter sua criptonita fora de vista tornará menos conveniente puxá-la e se deliciar com ela.

Yi-Chin Lee, fotógrafo do Houston Chronicle / Staff Mostrar mais Mostrar menos

10. Certifique-se de que você está seguro neste momento perigoso.

Especificamente, uma ou duas horas após o término do trabalho e antes do início do jantar é um ponto fraco para muitos, disse Simon. Certifique-se de que você não esteja nem perto de um happy hour com aperitivos grátis ou uma barraca de sorvete com drive-thru nesses horários. Guarde sua barra de proteína favorita em seu carro ou bolsa em caso de emergência.

11. Controle dos pais você mesmo.

12. Encontre um restaurante & # 8220safety & # 8221.

13. Gerenciar o estoque de doces.

Para evitar roubar cestas de Páscoa ou guloseimas de Halloween, compre doces apenas um dia antes do feriado. Compre apenas o necessário e, em seguida, livre-se imediatamente das sobras. Quanto menos tempo os doces permanecem em casa, menos provável que você os coma.

E, acima de tudo, nunca se voluntarie para ser o pai que empresta sua garagem para a tropa de escoteiras para armazenamento de biscoitos. Ninguém precisa de uma garagem literal de tentação.

A Dra. Sandra Hassink estuda a obesidade infantil há mais de 30 anos. E a coisa mais importante que ela aprendeu & mdash aplicável a crianças e adultos & mdash é isto: & ldquoToda a força de vontade do mundo & rdquo, ela diz, & ldquocan & rsquot superar um ambiente obesogênico. "

Em outras palavras, para perder peso e mantê-lo fora, você precisa ajustar o seu mundo para que ele não o tente constantemente. Em vez de se colocar em uma dieta, coloque seu ambiente em uma.

& ldquoVocê pode & rsquot tomar boas decisões de saúde se seu ambiente está sempre trabalhando contra você, porque então você tem que estar alerta 24-7 & rdquo, disse Hassink, fundador da Clínica de Controle de Peso Nemours em Wilmington, Delaware. & ldquoVocê fica cansado. Coisas surgem. É difícil não criar um ambiente saudável em primeiro lugar. & Rdquo

Com a ajuda de Hassink e outros especialistas em controle de peso, vamos começar a tornar o seu mundo à prova de gordura.

Fique por dentro: fique por dentro do que está acontecendo em Houston. De esportes a notícias e entretenimento, confira os boletins que oferecemos.


13 mudanças simples que levam a uma grande perda de peso

Como os fiapos de um suéter preto, alimentos e lanches não saudáveis ​​podem se acumular em sua casa sem que você perceba.

Torta da venda de bolos da igreja, pipoca de caramelo dos escoteiros, um pãozinho de kraut da mamãe. E antes que você perceba, você está colocando-o na boca. Comece a semana de trabalho do zero, dedicando alguns minutos para livrar sua cozinha de lixo e sacudir os stroopwafels da companhia aérea para fora de sua pasta.

"É incrível a quantidade de comida que pode entrar", disse Hassink. Se você não tiver coragem de jogar o prato exclusivo da mamãe, divida-o em porções menores para congelar e reaquecer mais tarde. E não compre mais sacolas para cachorros em restaurantes, a menos que elas sejam realmente para o seu cachorro. Matt Rourke Mostrar mais Mostrar menos

2 de 20 2. Reduza sua mídia social & # 8220feed. & # 8221

O Facebook também pode estar enchendo você de forma insidiosa. Se certos amigos e familiares estão constantemente compartilhando vídeos de comida e receitas decadentes, suas postagens podem estar engordando seu espaço.

& # 8220 Quanto tempo você gasta nessas postagens? Observe se sentir fome só de olhar para eles & # 8221 Hassink disse.

Se estiver, esconda, adie ou deixe de seguir os piores criminosos. Da mesma forma, troque todas as cervejarias artesanais e churrasqueiras que você segue por sites que oferecem reforço positivo, como relatos de alimentação saudável.

4 de 20 3. Ajuste sua lista de compras.

Uma crença comum é que uma alimentação saudável custa muito. Não é verdade, diz o Dr. Adam Drewnowski, diretor do Centro de Nutrição em Saúde Pública da Universidade de Washington.

A pesquisa mostra que as dietas mais saudáveis ​​& # 8212 aquelas ricas em frutas, vegetais, peixes e nozes & # 8212 custam apenas $ 1,56 a mais por dia (isso & # 8217s $ 10,92 por semana) do que as dietas menos saudáveis ​​& # 8212 alimentos processados ​​e carnes, refinados grãos.

Na verdade, abastecer seu mundo com escolhas nutritivas não precisa custar nada a mais. Troque os 10 dólares que você está gastando atualmente em frios, pão e batatas fritas por meio quilo de morangos frescos (US $ 3,99), um abacate (US $ 1,50), um saco de alface (US $ 2,60) e dois potes de iogurte grego (US $ 1 cada).

Drewnowski calls this an “economic intervention,” a conscious spending of $1.56 a day on healthy foods instead of fattening, carb-filled ones that will pay off with gradual weight loss. Show More Show Less

4. Declare war on one junk food each month.

5. When traveling, book a room in a pedestrian-friendly part of town.

Whether you’re on the road for business or vacation, you’ll get more exercise and burn more calories if you skip the car rental and stay in a hotel or Airbnb in the center of town, where you can safely walk everywhere.

6. Call the hotel help desk.

7. Renting a car? Go compact.

8. Never let your fridge become empty.

9. Change your commute.

If you often succumb to temptation and stop for, say, a Grande Caffè Mocha at Starbucks on your way to work, consider changing your route. That drink, even when made with 2% milk, has 360 calories, 15 grams of fat, 44 grams of carbs and 35 grams of sugar.

Add a blueberry muffin and you’ve just turned breakfast into a gut bomb. Keeping your kryptonite out of sight will make it less convenient to pull in and indulge there.

Yi-Chin Lee, Houston Chronicle / Staff photographer Show More Show Less

10. Make sure you’re safe at this dangerous time.

Specifically, the hour or two after work ends and before dinner begins is a weak spot for many, said Simon. Make sure you’re nowhere near a happy hour with free appetizers or an ice cream stand with a drive-thru during these times. Stash your favorite protein bar in your car or purse in case of emergency.

11. Parental-control yourself.

12. Find a “safety” restaurant.

13. Manage the candy stash.

To keep from filching Easter baskets or Halloween treats, buy candy just one day before the holiday. Buy only as much as needed, and then immediately get rid of leftovers. The less time sweets linger in the house, the less likely you’ll be to eat them.

And above all, never volunteer to be the parent who loans their garage to the Girl Scout troop for cookie storage. No one needs a literal garage of temptation.

Dr. Sandra Hassink has been studying childhood obesity for more than 30 years. And the most important thing she&rsquos learned &mdash applicable to kids and grown-ups alike &mdash is this: &ldquoAll the willpower in the world,&rdquo she says, &ldquocan&rsquot overcome an obesogenic environment."

In other words, to lose weight and keep it off, you have to adjust your world so it&rsquos not constantly tempting you. Instead of putting yourself on a diet, put your environment on one.

&ldquoYou can&rsquot make good health decisions if your environment is always working against you, because then you have to be on alert 24-7,&rdquo said Hassink, founder of the Nemours Weight Management Clinic in Wilmington, Delaware. &ldquoYou get tired. Things come up. It&rsquos hard to without creating a healthy environment in the first place.&rdquo

With the help of Hassink and other weight management experts, let&rsquos start fat-proofing your world.

STAY IN THE KNOW: Get caught up on what's going on around Houston. From sports to news and entertainment, check out the newsletters we're offering.


13 simple changes that lead to huge weight loss

Like lint on a black sweater, unhealthy foods and snacks can accumulate in your home without you realizing it.

Pie from the church bake sale, caramel popcorn from the Boy Scouts, a pork-kraut roll from Mom. And before you know it, you’re shoveling it into your mouth. Start the workweek fresh by taking a few minutes to rid your kitchen of crap and shake the airline stroopwafels out of your briefcase.

“It’s amazing how much food can creep in,” Hassink said. If you don’t have the heart to toss Mom’s signature dish, just divide it into smaller portions to freeze and reheat later. And don’t get doggie bags at restaurants anymore — unless they’re actually for your dog. Matt Rourke Show More Show Less

2 of 20 2. Trim down your social media “feed.”

Facebook could also be insidiously filling you out. If certain friends and family members are constantly sharing food videos and decadent recipes, their posts could be fattening up your space.

“How much time are you spending on those posts? Take notice if you find yourself getting hungry just looking at them,” Hassink said.

If you are, then hide, snooze or unfollow the worst offenders. Likewise, trade all those craft breweries and barbecue joints you follow for sites that deliver positive reinforcement, like healthy eating accounts.

4 of 20 3. Tweak your grocery list.

A common belief is that eating healthy costs a lot. Not true, says Dr. Adam Drewnowski, director of the University of Washington Center for Public Health Nutrition.

Research shows that the healthiest diets — ones rich in fruits, vegetables, fish and nuts — cost only $1.56 more per day (that’s $10.92 per week) than the least healthy diets — processed foods and meats, refined grains.

In fact, stocking your world with nutritious choices needn’t cost anything extra. Swap the 10 bucks you’re currently dropping on cold cuts, bread and chips for a pound of fresh strawberries ($3.99), an avocado ($1.50), a bag of romaine ($2.60) and two single-serving containers of Greek yogurt ($1 each).

Drewnowski calls this an “economic intervention,” a conscious spending of $1.56 a day on healthy foods instead of fattening, carb-filled ones that will pay off with gradual weight loss. Show More Show Less

4. Declare war on one junk food each month.

5. When traveling, book a room in a pedestrian-friendly part of town.

Whether you’re on the road for business or vacation, you’ll get more exercise and burn more calories if you skip the car rental and stay in a hotel or Airbnb in the center of town, where you can safely walk everywhere.

6. Call the hotel help desk.

7. Renting a car? Go compact.

8. Never let your fridge become empty.

9. Change your commute.

If you often succumb to temptation and stop for, say, a Grande Caffè Mocha at Starbucks on your way to work, consider changing your route. That drink, even when made with 2% milk, has 360 calories, 15 grams of fat, 44 grams of carbs and 35 grams of sugar.

Add a blueberry muffin and you’ve just turned breakfast into a gut bomb. Keeping your kryptonite out of sight will make it less convenient to pull in and indulge there.

Yi-Chin Lee, Houston Chronicle / Staff photographer Show More Show Less

10. Make sure you’re safe at this dangerous time.

Specifically, the hour or two after work ends and before dinner begins is a weak spot for many, said Simon. Make sure you’re nowhere near a happy hour with free appetizers or an ice cream stand with a drive-thru during these times. Stash your favorite protein bar in your car or purse in case of emergency.

11. Parental-control yourself.

12. Find a “safety” restaurant.

13. Manage the candy stash.

To keep from filching Easter baskets or Halloween treats, buy candy just one day before the holiday. Buy only as much as needed, and then immediately get rid of leftovers. The less time sweets linger in the house, the less likely you’ll be to eat them.

And above all, never volunteer to be the parent who loans their garage to the Girl Scout troop for cookie storage. No one needs a literal garage of temptation.

Dr. Sandra Hassink has been studying childhood obesity for more than 30 years. And the most important thing she&rsquos learned &mdash applicable to kids and grown-ups alike &mdash is this: &ldquoAll the willpower in the world,&rdquo she says, &ldquocan&rsquot overcome an obesogenic environment."

In other words, to lose weight and keep it off, you have to adjust your world so it&rsquos not constantly tempting you. Instead of putting yourself on a diet, put your environment on one.

&ldquoYou can&rsquot make good health decisions if your environment is always working against you, because then you have to be on alert 24-7,&rdquo said Hassink, founder of the Nemours Weight Management Clinic in Wilmington, Delaware. &ldquoYou get tired. Things come up. It&rsquos hard to without creating a healthy environment in the first place.&rdquo

With the help of Hassink and other weight management experts, let&rsquos start fat-proofing your world.

STAY IN THE KNOW: Get caught up on what's going on around Houston. From sports to news and entertainment, check out the newsletters we're offering.


13 simple changes that lead to huge weight loss

Like lint on a black sweater, unhealthy foods and snacks can accumulate in your home without you realizing it.

Pie from the church bake sale, caramel popcorn from the Boy Scouts, a pork-kraut roll from Mom. And before you know it, you’re shoveling it into your mouth. Start the workweek fresh by taking a few minutes to rid your kitchen of crap and shake the airline stroopwafels out of your briefcase.

“It’s amazing how much food can creep in,” Hassink said. If you don’t have the heart to toss Mom’s signature dish, just divide it into smaller portions to freeze and reheat later. And don’t get doggie bags at restaurants anymore — unless they’re actually for your dog. Matt Rourke Show More Show Less

2 of 20 2. Trim down your social media “feed.”

Facebook could also be insidiously filling you out. If certain friends and family members are constantly sharing food videos and decadent recipes, their posts could be fattening up your space.

“How much time are you spending on those posts? Take notice if you find yourself getting hungry just looking at them,” Hassink said.

If you are, then hide, snooze or unfollow the worst offenders. Likewise, trade all those craft breweries and barbecue joints you follow for sites that deliver positive reinforcement, like healthy eating accounts.

4 of 20 3. Tweak your grocery list.

A common belief is that eating healthy costs a lot. Not true, says Dr. Adam Drewnowski, director of the University of Washington Center for Public Health Nutrition.

Research shows that the healthiest diets — ones rich in fruits, vegetables, fish and nuts — cost only $1.56 more per day (that’s $10.92 per week) than the least healthy diets — processed foods and meats, refined grains.

In fact, stocking your world with nutritious choices needn’t cost anything extra. Swap the 10 bucks you’re currently dropping on cold cuts, bread and chips for a pound of fresh strawberries ($3.99), an avocado ($1.50), a bag of romaine ($2.60) and two single-serving containers of Greek yogurt ($1 each).

Drewnowski calls this an “economic intervention,” a conscious spending of $1.56 a day on healthy foods instead of fattening, carb-filled ones that will pay off with gradual weight loss. Show More Show Less

4. Declare war on one junk food each month.

5. When traveling, book a room in a pedestrian-friendly part of town.

Whether you’re on the road for business or vacation, you’ll get more exercise and burn more calories if you skip the car rental and stay in a hotel or Airbnb in the center of town, where you can safely walk everywhere.

6. Call the hotel help desk.

7. Renting a car? Go compact.

8. Never let your fridge become empty.

9. Change your commute.

If you often succumb to temptation and stop for, say, a Grande Caffè Mocha at Starbucks on your way to work, consider changing your route. That drink, even when made with 2% milk, has 360 calories, 15 grams of fat, 44 grams of carbs and 35 grams of sugar.

Add a blueberry muffin and you’ve just turned breakfast into a gut bomb. Keeping your kryptonite out of sight will make it less convenient to pull in and indulge there.

Yi-Chin Lee, Houston Chronicle / Staff photographer Show More Show Less

10. Make sure you’re safe at this dangerous time.

Specifically, the hour or two after work ends and before dinner begins is a weak spot for many, said Simon. Make sure you’re nowhere near a happy hour with free appetizers or an ice cream stand with a drive-thru during these times. Stash your favorite protein bar in your car or purse in case of emergency.

11. Parental-control yourself.

12. Find a “safety” restaurant.

13. Manage the candy stash.

To keep from filching Easter baskets or Halloween treats, buy candy just one day before the holiday. Buy only as much as needed, and then immediately get rid of leftovers. The less time sweets linger in the house, the less likely you’ll be to eat them.

And above all, never volunteer to be the parent who loans their garage to the Girl Scout troop for cookie storage. No one needs a literal garage of temptation.

Dr. Sandra Hassink has been studying childhood obesity for more than 30 years. And the most important thing she&rsquos learned &mdash applicable to kids and grown-ups alike &mdash is this: &ldquoAll the willpower in the world,&rdquo she says, &ldquocan&rsquot overcome an obesogenic environment."

In other words, to lose weight and keep it off, you have to adjust your world so it&rsquos not constantly tempting you. Instead of putting yourself on a diet, put your environment on one.

&ldquoYou can&rsquot make good health decisions if your environment is always working against you, because then you have to be on alert 24-7,&rdquo said Hassink, founder of the Nemours Weight Management Clinic in Wilmington, Delaware. &ldquoYou get tired. Things come up. It&rsquos hard to without creating a healthy environment in the first place.&rdquo

With the help of Hassink and other weight management experts, let&rsquos start fat-proofing your world.

STAY IN THE KNOW: Get caught up on what's going on around Houston. From sports to news and entertainment, check out the newsletters we're offering.


13 simple changes that lead to huge weight loss

Like lint on a black sweater, unhealthy foods and snacks can accumulate in your home without you realizing it.

Pie from the church bake sale, caramel popcorn from the Boy Scouts, a pork-kraut roll from Mom. And before you know it, you’re shoveling it into your mouth. Start the workweek fresh by taking a few minutes to rid your kitchen of crap and shake the airline stroopwafels out of your briefcase.

“It’s amazing how much food can creep in,” Hassink said. If you don’t have the heart to toss Mom’s signature dish, just divide it into smaller portions to freeze and reheat later. And don’t get doggie bags at restaurants anymore — unless they’re actually for your dog. Matt Rourke Show More Show Less

2 of 20 2. Trim down your social media “feed.”

Facebook could also be insidiously filling you out. If certain friends and family members are constantly sharing food videos and decadent recipes, their posts could be fattening up your space.

“How much time are you spending on those posts? Take notice if you find yourself getting hungry just looking at them,” Hassink said.

If you are, then hide, snooze or unfollow the worst offenders. Likewise, trade all those craft breweries and barbecue joints you follow for sites that deliver positive reinforcement, like healthy eating accounts.

4 of 20 3. Tweak your grocery list.

A common belief is that eating healthy costs a lot. Not true, says Dr. Adam Drewnowski, director of the University of Washington Center for Public Health Nutrition.

Research shows that the healthiest diets — ones rich in fruits, vegetables, fish and nuts — cost only $1.56 more per day (that’s $10.92 per week) than the least healthy diets — processed foods and meats, refined grains.

In fact, stocking your world with nutritious choices needn’t cost anything extra. Swap the 10 bucks you’re currently dropping on cold cuts, bread and chips for a pound of fresh strawberries ($3.99), an avocado ($1.50), a bag of romaine ($2.60) and two single-serving containers of Greek yogurt ($1 each).

Drewnowski calls this an “economic intervention,” a conscious spending of $1.56 a day on healthy foods instead of fattening, carb-filled ones that will pay off with gradual weight loss. Show More Show Less

4. Declare war on one junk food each month.

5. When traveling, book a room in a pedestrian-friendly part of town.

Whether you’re on the road for business or vacation, you’ll get more exercise and burn more calories if you skip the car rental and stay in a hotel or Airbnb in the center of town, where you can safely walk everywhere.

6. Call the hotel help desk.

7. Renting a car? Go compact.

8. Never let your fridge become empty.

9. Change your commute.

If you often succumb to temptation and stop for, say, a Grande Caffè Mocha at Starbucks on your way to work, consider changing your route. That drink, even when made with 2% milk, has 360 calories, 15 grams of fat, 44 grams of carbs and 35 grams of sugar.

Add a blueberry muffin and you’ve just turned breakfast into a gut bomb. Keeping your kryptonite out of sight will make it less convenient to pull in and indulge there.

Yi-Chin Lee, Houston Chronicle / Staff photographer Show More Show Less

10. Make sure you’re safe at this dangerous time.

Specifically, the hour or two after work ends and before dinner begins is a weak spot for many, said Simon. Make sure you’re nowhere near a happy hour with free appetizers or an ice cream stand with a drive-thru during these times. Stash your favorite protein bar in your car or purse in case of emergency.

11. Parental-control yourself.

12. Find a “safety” restaurant.

13. Manage the candy stash.

To keep from filching Easter baskets or Halloween treats, buy candy just one day before the holiday. Buy only as much as needed, and then immediately get rid of leftovers. The less time sweets linger in the house, the less likely you’ll be to eat them.

And above all, never volunteer to be the parent who loans their garage to the Girl Scout troop for cookie storage. No one needs a literal garage of temptation.

Dr. Sandra Hassink has been studying childhood obesity for more than 30 years. And the most important thing she&rsquos learned &mdash applicable to kids and grown-ups alike &mdash is this: &ldquoAll the willpower in the world,&rdquo she says, &ldquocan&rsquot overcome an obesogenic environment."

In other words, to lose weight and keep it off, you have to adjust your world so it&rsquos not constantly tempting you. Instead of putting yourself on a diet, put your environment on one.

&ldquoYou can&rsquot make good health decisions if your environment is always working against you, because then you have to be on alert 24-7,&rdquo said Hassink, founder of the Nemours Weight Management Clinic in Wilmington, Delaware. &ldquoYou get tired. Things come up. It&rsquos hard to without creating a healthy environment in the first place.&rdquo

With the help of Hassink and other weight management experts, let&rsquos start fat-proofing your world.

STAY IN THE KNOW: Get caught up on what's going on around Houston. From sports to news and entertainment, check out the newsletters we're offering.


13 simple changes that lead to huge weight loss

Like lint on a black sweater, unhealthy foods and snacks can accumulate in your home without you realizing it.

Pie from the church bake sale, caramel popcorn from the Boy Scouts, a pork-kraut roll from Mom. And before you know it, you’re shoveling it into your mouth. Start the workweek fresh by taking a few minutes to rid your kitchen of crap and shake the airline stroopwafels out of your briefcase.

“It’s amazing how much food can creep in,” Hassink said. If you don’t have the heart to toss Mom’s signature dish, just divide it into smaller portions to freeze and reheat later. And don’t get doggie bags at restaurants anymore — unless they’re actually for your dog. Matt Rourke Show More Show Less

2 of 20 2. Trim down your social media “feed.”

Facebook could also be insidiously filling you out. If certain friends and family members are constantly sharing food videos and decadent recipes, their posts could be fattening up your space.

“How much time are you spending on those posts? Take notice if you find yourself getting hungry just looking at them,” Hassink said.

If you are, then hide, snooze or unfollow the worst offenders. Likewise, trade all those craft breweries and barbecue joints you follow for sites that deliver positive reinforcement, like healthy eating accounts.

4 of 20 3. Tweak your grocery list.

A common belief is that eating healthy costs a lot. Not true, says Dr. Adam Drewnowski, director of the University of Washington Center for Public Health Nutrition.

Research shows that the healthiest diets — ones rich in fruits, vegetables, fish and nuts — cost only $1.56 more per day (that’s $10.92 per week) than the least healthy diets — processed foods and meats, refined grains.

In fact, stocking your world with nutritious choices needn’t cost anything extra. Swap the 10 bucks you’re currently dropping on cold cuts, bread and chips for a pound of fresh strawberries ($3.99), an avocado ($1.50), a bag of romaine ($2.60) and two single-serving containers of Greek yogurt ($1 each).

Drewnowski calls this an “economic intervention,” a conscious spending of $1.56 a day on healthy foods instead of fattening, carb-filled ones that will pay off with gradual weight loss. Show More Show Less

4. Declare war on one junk food each month.

5. When traveling, book a room in a pedestrian-friendly part of town.

Whether you’re on the road for business or vacation, you’ll get more exercise and burn more calories if you skip the car rental and stay in a hotel or Airbnb in the center of town, where you can safely walk everywhere.

6. Call the hotel help desk.

7. Renting a car? Go compact.

8. Never let your fridge become empty.

9. Change your commute.

If you often succumb to temptation and stop for, say, a Grande Caffè Mocha at Starbucks on your way to work, consider changing your route. That drink, even when made with 2% milk, has 360 calories, 15 grams of fat, 44 grams of carbs and 35 grams of sugar.

Add a blueberry muffin and you’ve just turned breakfast into a gut bomb. Keeping your kryptonite out of sight will make it less convenient to pull in and indulge there.

Yi-Chin Lee, Houston Chronicle / Staff photographer Show More Show Less

10. Make sure you’re safe at this dangerous time.

Specifically, the hour or two after work ends and before dinner begins is a weak spot for many, said Simon. Make sure you’re nowhere near a happy hour with free appetizers or an ice cream stand with a drive-thru during these times. Stash your favorite protein bar in your car or purse in case of emergency.

11. Parental-control yourself.

12. Find a “safety” restaurant.

13. Manage the candy stash.

To keep from filching Easter baskets or Halloween treats, buy candy just one day before the holiday. Buy only as much as needed, and then immediately get rid of leftovers. The less time sweets linger in the house, the less likely you’ll be to eat them.

And above all, never volunteer to be the parent who loans their garage to the Girl Scout troop for cookie storage. No one needs a literal garage of temptation.

Dr. Sandra Hassink has been studying childhood obesity for more than 30 years. And the most important thing she&rsquos learned &mdash applicable to kids and grown-ups alike &mdash is this: &ldquoAll the willpower in the world,&rdquo she says, &ldquocan&rsquot overcome an obesogenic environment."

In other words, to lose weight and keep it off, you have to adjust your world so it&rsquos not constantly tempting you. Instead of putting yourself on a diet, put your environment on one.

&ldquoYou can&rsquot make good health decisions if your environment is always working against you, because then you have to be on alert 24-7,&rdquo said Hassink, founder of the Nemours Weight Management Clinic in Wilmington, Delaware. &ldquoYou get tired. Things come up. It&rsquos hard to without creating a healthy environment in the first place.&rdquo

With the help of Hassink and other weight management experts, let&rsquos start fat-proofing your world.

STAY IN THE KNOW: Get caught up on what's going on around Houston. From sports to news and entertainment, check out the newsletters we're offering.


Assista o vídeo: Como Separar e jogar o Lixo no Japão (Janeiro 2022).